Interpretação de fábula - Fato e opinião - Adjetivos e advérbios (6ºano)


O cavalo e o javali
Fedro

Todos os dias o cavalo selvagem saciava sua sede em um rio raso. Ali também acudia um javali que, ao remover o barro do fundo com as patas e o focinho, deixava a água turva. O cavalo lhe pediu que tivesse mais cuidado, mas o javali se ofendeu e o chamou de louco. Acabaram se encarando com ódio como os piores inimigos.
Então o cavalo selvagem, cheio de ódio, foi pedir ajuda ao homem.
— Eu enfrentarei esta besta — disse o homem —, mas deves permitir que eu monte em ti. O cavalo aceitou e saíram em busca do inimigo. Encontraram-no próximo do bosque e antes que pudesse se esconder, o homem acertou a sua lança e o matou.
Livre do javali, o cavalo entrou no rio para beber em suas águas claras, certo de que não voltaria a ser molestado. Entretanto, o homem não pensava em desmontar o cavalo.
— Fico feliz de ter-lhe ajudado — disse o homem — não só matei esta besta que me alimentará e seu couro me vestirá, senão também capturei um esplêndido cavalo.
E, mesmo resistindo, o obrigou a fazer a sua vontade e lhe pôs rédeas e cabresto. Ele que sempre havia sido livre como o vento, pela primeira vez em sua vida teve que obedecer a um dono. Não teve a mesma sorte que antes. Ainda que a sua sorte estava lançada, desde então lamentou-se noite e dia:
— Burro de mim! Os incômodos que me causava o pobre javali não eram nada comparados com isso! Por dar valor demais a um assunto sem importância terminei sendo escravo!

Moral da história: Às vezes, com o afã de castigar o mal que nos fazem, nos aliamos com quem tem intenções de nos dominar.



1. As fábulas são histórias criadas para criticar atitudes e valores humanos, cujo objetivo é levar os leitores a refletirem sobre a sua forma de pensar e agir no mundo. No texto “o cavalo e o javali”, o autor introduz o tema da fábula através da apresentação dos personagens e da narração de suas ações. O tema é a ideia principal do texto sobre a qual se escreve. Sendo assim, sobre o que é esta fábula?
Esta fábula é sobre um cavalo que, por uma coisa à toa, se sentia incomodado por um javali, e querendo livrar-se dele fez um acordo com o homem, que matou o javali e como recompensa tornou-se dono do cavalo, que foi dominado pelo homem para sempre.

2.  Ao longo do texto narrativo, são apresentados fatos e opiniões. As frases abaixo foram retiradas da fábula, identifique o que é uma opinião e o que é um fato.
a) “Todos os dias o cavalo selvagem saciava sua sede em um rio raso.” Fato
Este é um acontecimento narrado no texto, ou seja, um fato sem nenhuma opinião expressa.
b) “O cavalo lhe pediu que tivesse mais cuidado...” Fato
Este é um fato que pode ser comprovado no texto.
c) “Eu enfrentarei esta besta – disse o homem...” Opinião
É fato que o homem irá enfrentar o javali, mas chamá-lo de besta, é uma opinião própria de que falou.

3. Normalmente as opiniões se apresentam no texto devido ao uso de adjetivos, advérbios e palavras ou expressões que expressão opiniões e sentimentos de quem escreve. As frases abaixo são fatos retirados da fábula, transforme-os em opinião, acrescentando adjetivos e advérbios adequadamente.
a) O cavalo aceitou e saíram em busca do inimigo.
O cavalo malvado aceitou e saíram rapidamente em busca do terrível inimigo. O acréscimo dos adjetivos apresenta a opinião do autor sobre o cavalo e sobre o inimigo.
b) Entretanto, o homem não pensava em desmontar o cavalo.
Entretanto, o bondoso homem não pensava em desmontar o bravo cavalo. Os adjetivos acrescentados denotam a opinião do autor.


4. Observe a linguagem da fábula: as palavras empregadas, o modo como as frases foram escritas, às vezes utilizando-se a ordem inversa. Como você caracterizaria essa linguagem? Retire uma passagem do texto que comprove o tipo de linguagem utilizada.
A linguagem utilizada é bastante elaborada, com inversões na ordem das palavras, com uso de muitos adjetivos, trata-se de uma linguagem formal. Por exemplo: “Os incômodos que me causava o pobre javali não eram nada comparados com isso!”

5. Percebemos também a formalidade nos diálogos e nas falas das personagens. Passe a fala abaixo para uma linguagem mais próxima de nossa fala do dia a dia.
“Eu enfrentarei esta besta – disse o homem –, mas deves permitir que eu monte em ti.”
Eu vou enfrentar esta besta – disse o homem – mas você tem que permitir que eu monte em você.

6. O autor constrói coesão nos textos a partir de marcas de relações de continuidade que eles sugerem. Para isso, vários recursos linguísticos são utilizados, a fim de que uma mesma palavra, expressão ou frase não sejam repetidas várias vezes, os pronomes são, portanto, um desses recursos linguísticos. Leia o trecho “Ele que sempre havia sido livre como o vento, pela primeira vez em sua vida teve que obedecer a um dono.” A quem se refere a palavra “ele”, e por que ela foi utilizada?
A palavra “ele” se refere ao cavalo, e ela foi utilizada para que não houvesse repetições desta palavra no texto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nosso blog é gratuito, seja um colaborador e incentive nosso trabalho por apenas 4,99.