História 3ºano fundamental - Habilidades EF03HI06, EF03HI09 (espaços públicos)

Para estas sequências didáticas, as aulas foram pensadas para desenvolver a concepção de espaço público. Para tanto, o professor deve apresentar fotografias e discutir com a turma a diversidade de funções dos lugares públicos, como ruas e praças, parques e praias e prédios como escolas, hospitais, bibliotecas e museus. O objetivo é que os alunos entendam que há lugares que pertencem a todos e são administrados pelo governo; neles as pessoas podem circular livremente, pois são bens que pertencem a todos, em contraposição aos espaços privados, que são restritos e mantidos por seus proprietários.

Decerto, os alunos já possuem alguns conhecimentos anteriores sobre a diferença desses espaços, por isso devem reconhecer que há atividades e regras distintas, por exemplo, entre seu lar e o de outras pessoas, assim como em espaços de convivência diversos. É necessário conscientizá-los a respeito do funcionamento do mundo social, estimulando a compreensão do papel deles como cidadãos e cidadãs em seus direitos e seus deveres.

Incentive os alunos a compreender a importância dos espaços públicos e da preservação deles, uma vez que pertencem a todos os cidadãos, e muitas pessoas os usam. Eles devem compreender que os espaços públicos e a convivência social são fundamentais para a sociedade e que, assim como o ambiente doméstico, de ordem privada, devem ser cuidados e protegidos.  

Em vista disso, é tarefa do professor orientar os conteúdos para a compreensão das diferenças entre os dois tipos de espaço e os costumes e regras que os diferenciam. Para tanto, é necessário partir dos conhecimentos prévios dos alunos acerca desses espaços, apresentando seus diferentes usos e estabelecendo comparações. Nesta sequência, recomendamos, especialmente, o trabalho com fontes visuais, como fotografias e ilustrações. 

Tema 1
O ESPAÇO PÚBLICO

O espaço público é um espaço que pertence a todos, como são as ruas, as praças, os jardins, os parques e as praias – lugares por onde as pessoas circulam livremente. Existem também espaços públicos onde a circulação é controlada e é preciso ter autorização para ter acesso às dependências. É o caso de escolas e hospitais públicos e de prédios públicos de administração.

Objetos de conhecimento:
A produção dos marcos da memória: os lugares de memória (ruas, praças, escolas, monumentos, museus etc.).
A cidade e seus espaços: espaços públicos e espaços domésticos. 

Habilidades:
(EF03HI06)
Identificar os registros de memória na cidade (nomes de ruas, monumentos, edifícios etc.), discutindo os critérios que explicam a escolha desses nomes.
(EF03HI09) Mapear os espaços públicos no lugar em que vive (ruas, praças, escolas, hospitais, prédios da Prefeitura e da Câmara de Vereadores etc.) e identificar suas funções.

Objetivos:
Desenvolver a compreensão da noção de espaço público.
Comparar, analisar e entender a função de espaços públicos variados.

Justificativa pedagógica:
As atividades propostas desenvolvem os conceitos de espaço público e espaço privado e as relações sociais pertinentes a eles. É fundamental verificar se, ao final do trabalho, os alunos são capazes de diferenciar esses dois tipos de espaço. 

Número de aulas: 2

Tempo estimado: 50 minutos por aula 

Aula 1
Conteúdo específico:

Compreensão das diferenças entre espaços públicos e privados e as relações sociais referentes ao espaço público.

Recursos didáticos:

  • Fotografias que retratem espaços privados, como casas e lojas. (Se possível, utilize fotografias impressas ou recortes de jornais e revistas.) 
  • Fotografias que retratem espaços públicos, como parques, praias, praças, escolas, entre outros. (Se possível, utilize fotografias impressas ou recortes de jornais e revistas.)
  • Cola.
  • Tesoura com ponta arredondada.
  • Cartolina ou outro papel de sua preferência para confecção de cartazes.
  • Canetas hidrocor.
  • Lápis de cor.

Encaminhamento
Inicie a aula apresentando aos alunos as fotografias que selecionou previamente para retratar os espaços privados (em especial os domésticos) e os espaços públicos (ruas, parques, museus, escolas, postos de saúde etc.). 

Pergunte: quais são as diferenças entre esses espaços?  Mostre, então, as imagens e converse com a turma sobre algumas diferenças fundamentais entre eles. Por exemplo: você pode mencionar, primeiro, o critério do acesso, uma vez que em muitos espaços públicos (como praças, ruas, parques) as pessoas podem circular livremente. Lembre os alunos de que existem espaços públicos onde a circulação pode ser controlada (por exemplo, os prédios públicos administrativos, como a Câmara de Vereadores). Mas esse controle, em geral, se deve a fatores relacionados à organização ou à segurança. 

Converse também com a turma sobre outro critério fundamental de distinção entre espaços públicos e privados: os espaços públicos são aqueles que pertencem a todos, são bens que pertencem à coletividade, ou seja, a toda a comunidade. É por esse motivo que se distinguem os espaços públicos dos privados, que pertencem a uma pessoa, um grupo de pessoas ou uma empresa. 

Pergunte aos alunos quais são os espaços públicos que conhecem. Eles poderão citar espaços de circulação de pessoas, como ruas, avenidas, ciclovias, terminais de transporte etc. Podem mencionar, ainda, locais de sociabilidade e lazer, como praias, praças, parques, teatros, cinemas, centros comunitários locais para prática de esportes (quadras e centros esportivos). Espaços destinados aos estudos e à preservação da memória de uma comunidade também poderão ser lembrados pelos alunos, como arquivos públicos, museus, bibliotecas, entre outros. Ajude-os a identificar quais são os espaços públicos que existem na região em que vocês vivem.  

A partir das imagens que você selecionou, explique à turma que, em alguns espaços públicos, a circulação pode ser controlada. É o que ocorre em hospitais, escolas e outros prédios públicos, como o da prefeitura. Comente que todas as pessoas podem utilizar os espaços públicos, que são administrados pelos poderes públicos (prefeitura, governo do estado e governo federal) e sustentados por meio dos impostos pagos por todos os cidadãos. 

A partir dessa perspectiva, converse com a turma sobre a importância de cuidar dos espaços públicos: eles pertencem a todas as pessoas, por isso sua manutenção é fundamental para que todos possam aproveitá-los.

Para finalizar a aula, organize a turma em grupos e distribua um conjunto de fotografias a cada grupo (os conjuntos de fotos devem incluir imagens de espaços públicos e espaços privados). 

Depois, peça aos alunos que classifiquem as imagens que receberam: Quais retratam espaços públicos? Quais retratam espaços privados? Eles devem separar as imagens de acordo com a classificação que fizeram e produzir um cartaz. 

Se preferir e houver acesso à internet na escola, a atividade poderá ser modificada para que os próprios alunos pesquisem a seleção de fotografias em jornais, revistas e internet. Para isso, será preciso reservar mais uma aula para orientá-los sobre os critérios de pesquisa e para que tenham tempo hábil de pesquisar e escolher as fotografias. 

Cada grupo deverá apresentar seu cartaz à turma, explicando quais foram os espaços que escolheram e que critérios usaram para classificá-los. 

Aula 2
Conteúdos específicos:

Desenvolvimento da discussão sobre espaços públicos. Identificação dos espaços públicos do local em que se vive. 

Recursos didáticos:

  • Papel sulfite.
  • Lápis de cor ou giz de cera.
  • Canetas hidrocor.
  • Lápis e borracha.

Encaminhamento
Retome com os alunos os conceitos trabalhados na aula anterior a partir dos cartazes que eles produziram. Converse com a turma sobre a distinção entre os espaços públicos e os privados. 

Depois, converse com a turma sobre as diferentes funções dos espaços públicos. Esclareça que existem espaços públicos que são voltados sobretudo à circulação de pessoas, como ruas, ciclovias e praças, que conectam casas, prédios e estabelecimentos. Pergunte aos alunos quais são as vias de circulação pública que eles percorrem no caminho para a escola. Existem calçadas adequadas para a circulação de pedestres? Por que esses espaços de circulação são importantes?

Na sequência, comente sobre os espaços públicos destinados ao lazer, como os parques, os jardins, as praias e as praças. Muitas pessoas reúnem-se nesses lugares para se divertir e passear. Converse também com os alunos sobre os parques e as reservas ecológicas, espaços públicos de preservação ambiental. Comente que, com o aumento da população das cidades e das áreas exploradas para atividades humanas, foi necessário proteger áreas da natureza para que ao menos uma pequena parcela delas pudesse ser preservada.

Por fim, converse com os alunos sobre os espaços públicos institucionais, que têm o objetivo de atender a alguma necessidade da comunidade, como escolas, hospitais, bibliotecas, entre outros. 

Em seguida, pergunte aos alunos: quais são os espaços públicos que você frequenta? Existe algum espaço público que você gostaria de conhecer? 

Peça aos alunos que se reúnam em grupos. Cada grupo deverá produzir uma lista dos espaços públicos que costuma frequentar. Entre outros, podem ser citados, além da escola: serviços de saúde, equipamentos de transporte público, lazer, esporte, cultura etc. Cada grupo deverá escolher, no mínimo, três e, no máximo, cinco espaços para analisar.  

Cada grupo, então, produzirá uma ficha para cada um dos espaços escolhidos. A ficha deverá conter: o nome do espaço, sua localização e um desenho (ou fotografia, que pode ser tirada pelos alunos ou pesquisada em jornais, revistas e internet) que represente o local. Nessa ficha, os alunos também poderão incluir outras informações: quem costuma frequentar esse local? Ele atende à finalidade para a qual foi criado? Estabeleça com a turma quais serão os critérios utilizados para a elaboração das fichas. 

Peça aos alunos que reservem um espaço na ficha para indicar qual é a função do espaço público escolhido. Nesse primeiro momento, porém, esse campo da ficha pode permanecer em branco, para que seja desenvolvido na próxima aula. 

Outra possibilidade é pedir aos grupos que, em vez de representar o local por meio de um desenho ou uma fotografia, elaborem um pequeno mapa representando a localização do espaço selecionado. Para isso, apresente alguns modelos de mapas para que os alunos possam usar como referência. 

Ao final da atividade, os grupos deverão apresentar as fichas à turma. Verifique se alguns grupos selecionaram os mesmos lugares. Caso isso ocorra, peça a eles que comparem as diferenças e as semelhanças entre as informações e os desenhos (ou fotografias) de cada ficha. 

Aula 3
Conteúdo específico:

Desenvolvimento da discussão sobre espaços públicos. Identificação das funções dos espaços públicos do local em que se vive. 

Recursos didáticos:

  • Papel sulfite (ou outro de sua preferência).
  • Lápis de cor ou giz de cera.
  • Caneta hidrocor.
  • Suporte para elaboração de mural (papel Kraft, EVA, cartolina ou outro de sua preferência).

Encaminhamento
Retome com os alunos a conversa que tiveram sobre as funções dos diferentes espaços públicos na aula anterior. Destaque sobretudo as funções de circulação, lazer, preservação ambiental e institucional (para atender às necessidades da comunidade ou da administração pública). 

Lembre os alunos de que nem sempre determinado espaço público enquadra-se apenas em uma função ou categoria. Por exemplo, um parque ecológico pode ter tanto a função de lazer quanto a de preservação ambiental. Uma praça pode servir à circulação de pessoas, mas também ao lazer e à reunião. 

Dê sequência à atividade pedindo aos grupos que se reúnam novamente e distribua as fichas produzidas na aula anterior. Peça que classifiquem os locais indicados nas fichas conforme as funções discutidas durante a aula: espaços de circulação, lazer, preservação ambiental e outros (institucional, necessidades da comunidade, administração pública etc.). Novas categorias podem ser incluídas de acordo com os espaços selecionados pelos alunos. 

Converse com os grupos, auxiliando-os na classificação dos espaços, e dê especial atenção aos casos em que os espaços públicos cumprem múltiplas funções.

Para encerrar, proponha aos alunos a confecção de um mural (que, se possível, deve ficar acessível à comunidade escolar). O mural poderá ser composto dos cartazes produzidos na primeira aula e das fichas, incluindo também os desenhos ou os mapas e as fotografias produzidos por eles. A ideia da exposição é compartilhar com a comunidade escolar os resultados do trabalho desenvolvido nesta sequência, estimulando a identificação dos espaços públicos da comunidade e reconhecendo suas funções e sua importância. 

Acompanhamento de aprendizagem
Analise a capacidade dos alunos de compreender as particularidades dos espaços públicos e suas diversas funções.

Faça exercícios comparativos entre o que é o privado e o público. Incentive-os a valorizar os espaços públicos como algo pertencente a todos, ressaltando que eles podem e devem aproveitá-los.

Ao término do trabalho com esta sequência didática, os alunos foram capazes de:

1. Compreender que os espaços públicos são de todas as pessoas e elas podem livremente frequentá-los?

2. Entender as diversas funções dos espaços públicos da comunidade em que vivem?




Nenhum comentário:

Postar um comentário