Português 7ºano - Habilidades - Produção de texto oral (podcast)

SEQUÊNCIA DIDÁTICA

Título: Práticas de produção: podcast
Campo: Todos
Eixos: Produção e análise linguística 

Competências gerais:
1.
Valorizar e utilizar os conhecimentos historicamente construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital para entender e explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

2. Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

4. Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

5. Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

6. Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade. 

Competências específicas de Língua Portuguesa:

1. Compreender a língua como fenômeno cultural, histórico, social, variável, heterogêneo e sensível aos contextos de uso, reconhecendo-a como meio de construção de identidades de seus usuários e da comunidade a que pertencem.

3. Ler, escutar e produzir textos orais, escritos e multissemióticos que circulam em diferentes campos de atuação e mídias, com compreensão, autonomia, fluência e criticidade, de modo a se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos, e continuar aprendendo.

5. Empregar, nas interações sociais, a variedade e o estilo de linguagem adequados à situação comunicativa, ao (s) interlocutor (es) e ao gênero do discurso/gênero textual.

6. Analisar informações, argumentos e opiniões manifestados em interações sociais e nos meios de comunicação, posicionando-se ética e criticamente em relação a conteúdos discriminatórios que ferem direitos humanos e ambientais.

7. Reconhecer o texto como lugar de manifestação e negociação de sentidos, valores e ideologias.

10. Mobilizar práticas da cultura digital, diferentes linguagens, mídias e ferramentas digitais para expandir as formas de produzir sentidos (nos processos de compreensão e produção), aprender e refletir sobre o mundo e realizar diferentes projetos autorais.

Objetos de conhecimento:

  • Relação do texto com o contexto de produção e experimentação de papéis sociais.
  • Textualização tendo em vista suas condições de produção, as características do gênero em questão, o estabelecimento de coesão, adequação à norma-padrão e o uso adequado de ferramentas de edição.
  • Aspectos não linguísticos (paralinguísticos) no ato da fala.
  • Escuta atenta.
  • Revisão/edição de texto informativo e opinativo.

Resumo da sequência:
Esta sequência didática tem por finalidade o estudo de um roteiro ou pauta de podcast, com vistas a produzir uma pauta e seu respectivo podcast para divulgar temas relacionados à diversidade na música ou aos gostos musicais da turma. O trabalho acontece em grupo, com planejamento coletivo.

Objetivos:

  • Analisar podcast levantando possibilidades de conteúdo de sua pauta.
  • Proceder a uma escuta ativa, voltada [...] para o conteúdo em questão, para a observação de estratégias discursivas e dos recursos linguísticos e multissemióticos mobilizados, bem como dos elementos paralinguísticos e cinésicos. (BNCC).
  • Produzir uma pauta para podcast considerando as características do gênero (pauta/roteiro) e o contexto de produção e circulação definidos.
  • Revisar a pauta e avaliar o podcast produzidos, de acordo com os conhecimentos linguísticos e discursivos previamente definidos.
  • Produzir e editar podcasts em grupo utilizando os recursos do celular, de gravação em computadores, notebooks ou tablets, além de aplicativos específicos para este fim.

Organização da turma:
A turma será organizada coletivamente para análise do podcast sugerido.
Para a produção e revisão, a organização será em grupos.

Material:
Caderno para anotação

Duração:
6 aulas 

APRESENTAÇÃO
Atualmente, o acesso à diversidade cultural é facilitado pelo acesso à internet, onde circulam conteúdos digitais em diferentes mídias e de diferentes partes do mundo. Em se tratando de música, são várias as possibilidades de divulgação: canais de rádio e blogs especializados no assunto, onde encontramos, entre outros meios, podcasts, canais de televisão com programas de divulgação e reality shows musicais, aplicativos como o Spotify, sites da internet como YouTube. 

Acreditamos que quanto mais os (as) jovens tiverem condição de acessar a diversidade das mídias, com relativa consciência crítica do conteúdo divulgado, maior será sua capacidade de selecionar e produzir conteúdo de forma ética. Daí a proposta desta sequência didática, que tem por finalidade potencializar o acesso a uma prática bem conhecida de grande parte dos jovens: navegação em redes sociais e leitura de textos digitais, ampliando e articulando os conteúdos, presentes nessas práticas com aqueles envolvidos na prática de produção de textos, de modo que a participação nas redes, como ouvinte e consumidor de conteúdo digital, avance para a prática de produção de conteúdo digital

Podcast é uma ferramenta digital que divulga informações por meio da linguagem oral: um áudio, disponibilizado pela internet através de um arquivo. Geralmente tem dois ou mais apresentadores, que dialogam entre si tratando do assunto e organizando o episódio em áudio em vários “formatos”: como uma reportagem, uma entrevista, uma roda de discussão ou um debate sobre um tema, por exemplo.

Os temas podem ser os mais variados possíveis. Pode-se falar de livros, comida, música, literatura, carros. Nos canais de rádio e de jornais digitais, há muitos podcasts de caráter jornalístico. Dependendo do canal em que circula, há uma periodicidade definida por cada podcaster ou pela programação do canal (em caso de canais de empresas jornalísticas), podendo ser diário, semanal, quinzenal, mensal.

RELAÇÃO COM A BNCC
A proposta contempla e/ou favorece as seguintes habilidades da BNCC, do componente curricular Língua Portuguesa:

(EF07LP10) Utilizar, ao produzir texto, conhecimentos linguísticos e gramaticais: modos e tempos verbais, concordância nominal e verbal, pontuação etc.
(EF67LP11) Planejar [...] podcasts variados, e textos [...] de apresentação e apreciação próprios das culturas juvenis [...] tendo em vista as condições de produção do texto – objetivo, leitores/espectadores, veículos e mídia de circulação etc. –, a partir da escolha de uma produção ou evento cultural [...] da roteirização do passo a passo do game para posterior gravação[...].
(EF67LP21) Divulgar resultados de pesquisas por meio de apresentações orais, painéis, artigos de divulgação científica, verbetes de enciclopédia, podcasts científicos etc.
(EF69LP06) Produzir e publicar [...], podcasts noticiosos [...], vivenciando de forma significativa o papel de repórter, [...] como forma de compreender as condições de produção que envolvem a circulação desses textos e poder participar e vislumbrar possibilidades de participação nas práticas de linguagem do campo jornalístico e do campo midiático de forma ética e responsável, levando-se em consideração o contexto da Web 2.0, que amplia a possibilidade de circulação desses textos e “funde” os papéis de leitor e autor, de consumidor e produtor.
(EF69LP07) Produzir textos em diferentes gêneros, considerando sua adequação ao contexto produção e circulação – os enunciadores envolvidos, os objetivos, o gênero, o suporte, a circulação –, ao modo (escrito ou oral; imagem estática ou em movimento etc.), à variedade linguística e/ou semiótica apropriada a esse contexto, à construção da textualidade relacionada às propriedades textuais e do gênero), utilizando estratégias de planejamento, elaboração, revisão, edição, reescrita/redesign e avaliação de textos, para, com a ajuda do professor e a colaboração dos colegas, corrigir e aprimorar as produções realizadas, fazendo cortes, acréscimos, reformulações, correções de concordância, ortografia, pontuação em textos e editando imagens, arquivos sonoros, fazendo cortes, acréscimos, ajustes, acrescentando/alterando efeitos, ordenamentos etc.
(EF69LP08) Revisar/editar o texto produzido – notícia, reportagem, resenha, artigo de opinião, dentre outros –, tendo em vista sua adequação ao contexto de produção, a mídia em questão, características do gênero, aspectos relativos à textualidade, a relação entre as diferentes semioses, a formatação e uso adequado das ferramentas de edição (de texto, foto, áudio e vídeo, dependendo do caso) e adequação à norma culta.
(EF67LP23) Respeitar os turnos de fala, na participação em conversações e em discussões ou atividades coletivas, na sala de aula e na escola e formular perguntas coerentes e adequadas em momentos oportunos em situações de aulas, apresentação oral, seminário etc.
(EF67LP24) Tomar nota de aulas, apresentações orais, entrevistas (ao vivo, áudio, TV, vídeo), identificando e hierarquizando as informações principais, tendo em vista apoiar o estudo e a produção de sínteses e reflexões pessoais ou outros objetivos em questão.
(EF07LP06) Empregar as regras básicas de concordância nominal e verbal em situações comunicativas e na produção de textos. 

METODOLOGIA  
A metodologia, compreendida como ferramenta fundamental do trabalho, pressupõe um (a) estudante ativo (a), participativo (a). Sendo assim, as propostas de atividades buscam levá-los (as) à interlocução, tanto no espaço das aulas, quanto fora dela, nos momentos de finalização dos trabalhos. A aprendizagem, portanto, acontece por aproximações sucessivas a partir da ação, da reflexão e interação entre as e os estudantes e o (a) professor (a), tendo como objeto a prática de escuta e produção de textos para mídia digital.

DESENVOLVIMENTO

AULAS 1 E 2
Roda de conversa para apresentação da sequência e escuta e análise de um podcast

Conteúdos específicos:
Oralidade.
Contexto de produção do podcast.
Características do podcast.
Curadoria da informação.

Recursos didáticos:
Computador e data show (se possível), acesso à internet ou o podcast gravado e os recursos para reproduzi-lo.

Gestão dos (as) estudantes:
Estudantes dispostos(as) em suas carteiras para conversa e combinados.

Habilidades:
(EF67LP11); (EF67LP23); (EF67LP24).

Encaminhamento

1. No planejamento da sequência, leia-a integralmente e organize os (as) estudantes em grupos garantindo que aqueles (as) com menor fluência escritora sejam distribuídos (as) pelos grupos, de modo que possam ser apoiados (as) pelos (as) colegas e por você nos momentos de produção dos textos escritos. 

2. Antes da aula, acesse os links e verifique que tudo esteja funcionando. Se for necessário, grave o podcast para exibir sem internet. Leia sobre o gênero e acesse outros podcasts de sua preferência, decidindo-se pela inclusão na sequência de mais algum exemplo.

3. O podcast sugerido poderá ser substituído por outro de sua preferência. Ele fala sobre instrumentos curiosos e apresenta alguns, como: theremin, berimbau, vuvuzela e hang drum. Em linguagem informal, típica da mídia em questão, os apresentadores conversam entre si, enquanto explicam sobre os instrumentos. Ao final, fazem uma indicação musical, que eles chamam de “bolachadas”. Selecione trechos com dois dos instrumentos para apresentar, de acordo com seu tempo, visto que o podcast tem a duração de trinta minutos.

4. Inicie a aula organizando a turma em semicírculo e esclareça que, nesta sequência didática, eles (as) terão contato com as mídias digitais e conhecerão um pouco mais sobre o podcast. 

5. Em seguida, comece um diálogo com os (as) estudantes para conhecer melhor o uso que fazem das mídias digitais. Você poderá fazer alguns questionamentos para iniciar a conversa, por exemplo:

  • Vocês sabem o que é um podcast?
  • Vocês costumam acessar podcasts? Quais?
  • Vocês já pensaram em qual seria a finalidade de um podcast?
  • Vocês já produziram algum podcast?
  • Se/quando acessam, quais são os assuntos que vocês buscam?
  • E de que tipo de podcast vocês gostam e que assuntos vocês acham que podem ser tratados em um podcast? 
  • Que formato podem assumir: entrevista, reportagem, debate, playlist?
  • Em termos de música, que mídias vocês acessam para ouvi-las?
  • Que meios utilizam para acessarem essas mídias?
  • E para conhecer músicas novas, como fazem?

Conduza uma breve conversa para ter um panorama geral do uso que sua turma faz das mídias digitais e para saber se eles (as) conhecem e utilizam podcasts e como os acessam (celular, computador, redes públicas). Essas informações serão importantes para que você faça as adaptações necessárias na sequência para garantir a aprendizagem. Selecione os meios adequados para a condição que você possui de acesso à internet na escola.

6. Dando sequência ao trabalho, informe aos (às) estudantes que eles (as) vão ouvir um podcast do blog Troca o disco, que está no ar desde 2013 e cujo foco é a música. Nele, podemos encontrar textos escritos (dicas e comentários opinativos), podcasts e vídeos em formatos de entrevista, playlist temática, roda de discussão etc.

Esclareça que o objetivo da escuta é analisarem a produção e estudarem suas características para que possam produzir seus próprios podcasts sobre os gêneros musicais pesquisados ou sobre algum tema relacionado. Se for possível o acesso à internet, apresente o blog aos (às) estudantes, para que observem a página inicial, e entre em “Podcast”, que está dividido em: entretenimento; comportamento; história; técnicos; sessions – referência a jam sessions, reuniões informais de músicos, originalmente músicos de jazz, em que se toca e improvisa –, uma reunião entre músicos para conversarem com e sobre um artista em especial; entrevistas; album review, dedicado a revisitar álbuns de sucesso que são resenhados pelos apresentadores.

Blog Troca o disco. #135: alguns instrumentos curiosos. Episódio dedicado a apresentar instrumentos curiosos.
Disponível em:
<https://trocaodisco.com.br/2018/08/troca-o-disco-135-alguns-instrumentos-curiosos.html> 

Esse podcast assume um formato de roda de discussão ou de conversa, com duas pessoas falando de um tema – que foi pesquisado, pautado/roteirizado e desenvolvido entre os dois. Importante comentar que esse e praticamente todos os podcasts produzidos são gravados e editados

Em geral, no processo de produção de um podcast, os apresentadores primeiro gravam o áudio e depois, na edição, é que são feitas as inserções de trilha e efeitos sonoros. Durante a gravação, também podem ser realizadas pausas para recuperar determinado aspecto da pauta ou mesmo para ajustar a pauta em função de como a conversa foi se desenvolvendo.

O podcast em questão organiza-se do seguinte modo:
Início:
por cerca de três minutos, há uma conversa informal entre os apresentadores que não está relacionada ao tema do podcast, funciona mais como um momento de descontração em que comentam sobre a avenida Paulista ter se tornado um espaço de lazer para o público, aos domingos, sem trânsito de carros. Esse tipo de introdução não é comum em outros podcasts.

Vinheta e apresentação: a vinheta entra na sequência desse diálogo inicial, com exibição de dois trechos de músicas, mantendo uma delas de fundo seguida da conversa dos apresentadores que falam inicialmente sobre a dificuldade da apresentação, o que mostra a informalidade da abertura; em seguida, apresentam-se e introduzem o tema. Os nomes dos técnicos que contribuíram na participação e colaboração do podcast são citados de modo acelerado. Na sequência, os apresentadores leem comentários dos ouvintes, numa conversa e trocas de opiniões entre eles, vão respondendo aos participantes e, ao mesmo tempo, comentando os textos dos espectadores, além de agradecerem. 

Apresentação dos instrumentos: a introdução do primeiro instrumento começa com uma pequena explicação sobre ele, entremeada pelo som que produz: o theremin. Os apresentadores vão, provavelmente, lendo as informações sobre o instrumento, numa troca de comentários entre si que vai da história, quem utilizou/utiliza, passando por curiosidades sobre ele.

Desse podcast, é interessante exibir o trecho que começa com o berimbau, aos 19min 12sec, e vai até a execução do som desse instrumento, aos 23min 49sec, e do trecho que trata sobre o hang drum, que inicia aos 28min 54sec e vai até a exibição do som desse instrumento, aos 33min. 

Podcast Café Brasil. #618: No toca-fitas do meu carro – Scary Pockets. Programa musical que inicia com a apresentação do grupo convidado, seguida da vinheta, de comentário dos ouvintes e do conteúdo do podcast.
Disponível em:
<http://www.portalcafebrasil.com.br/podcasts/618-no-toca-fitas-do-meu-carro-scary-pockets/> 

Apresente o programa do início até a vinheta e, depois, a partir dos 5min 52sec.

7. Selecione um trecho dos podcasts indicados e execute o áudio para escuta e apreciação dos trechos selecionados, por exemplo: apresentação do podcast do Café Brasil (a vinheta e a introdução); trechos citados do podcast do blog Troca o disco. A cada exibição, questione os (as) estudantes sobre como pode começar um podcast, que recursos são utilizados, quem são os envolvidos.

Faça uma segunda exibição com paradas para que os (as) estudantes ditem o que observaram e você anote algumas características: modo de abertura do programa, momento de introdução da vinheta, apresentação dos (as) locutores (as) / apresentadores (as), do tema do programa etc. 

8. Em seguida, peça aos (às) estudantes que fiquem atentos não só ao conteúdo, mas às partes que compõem o áudio para continuarem ditando os itens da tomada de notas, seguindo desse modo até o momento final de acordo com sua seleção prévia. É fundamental que em uma das paradas você tematize os aspectos ligados à prosódia: entonação, timbre da voz dos interlocutores, trilha sonora, efeitos sonoros etc.

9. Ao final da escuta, abra uma conversa sobre como eles acreditam que acontece a produção do conteúdo para um podcast e complemente suas notas sobre as características. Nesse diálogo, garanta reflexão sobre a questão:

Como vocês imaginam que é produzido o conteúdo da fala dos (as) locutores (as) no podcast? Seria improviso? Expliquem.

10. Depois que levantarem algumas possibilidades, caso não comentem, informe-os (as) que o podcast foi produzido com a ajuda de uma pauta que funciona como roteiro para os (as) locutores (as). Se for necessário, retome algum trecho do áudio que sugira pesquisa prévia, indicando o planejamento da pauta. As informações sobre instrumentos pouco conhecidos são propícias para isso. Reserve alguns minutos da aula para encaminhar a tarefa.

O podcast: uma nova forma de rádio
Atualmente há muita gente ouvindo podcast e há grandes empresas de produção de literatura, jornalismo produzindo conteúdo nessa mídia. De acordo com o texto “Um podcast sobre podcasts: a nova era de ouro do rádio”, do jornal Nexo (Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/podcast/2017/03/31/Um-podcast-sobre-podcasts-a-nova-era-de-ouro-do-r%C3%A1dio> , essa ferramenta pode ser comparada a uma nova era de ouro do rádio. 

Ao contrário do rádio, o podcast tem a vantagem de poder ser ouvido quando o usuário desejar, com temas variados para escolha. Trata-se de uma mídia que se popularizou pelo fato de poder ser acionada de diversos dispositivos (computador, celular, tablet).

A página dedicada a podcasts geralmente traz chamadas para alguns temas/episódios, acompanhadas ou não por imagens. Assim que você acessa um episódio específico, surge a ficha técnica do áudio, com descrição do episódio e os envolvidos na produção e, em alguns casos, links para acessar conteúdo complementar em vídeos, fotos, outros áudios etc.

Para a produção de um podcast é necessário fazer uma pauta, ou seja, um roteiro que pode ser elaborado pelos (as) próprios (as) locutores (as) / apresentadores(as), ou por um (a) profissional especializado (a).

Um podcast, dependendo da sua natureza e de onde circula, pode apresentar um registro da língua oral mais informal, que adotamos em uma conversa informal com amigos, ou pode trazer um registro mais formal, na variedade culta da língua, com discurso mais elaborado, como acontece em situações de debate entre especialistas. 

Os podcasts recorrem a recursos do antigo rádio, como: associar ao texto determinadas entonações; inserir trilhas e efeitos sonoros; produzir textos com frases curtas (em caso de textos que serão oralizados); usar muitas reiterações, próprias da informalidade de uma conversa (em caso de podcasts mais informais), o que pode aproximar mais os ouvintes. 

11. Explique aos (às) estudantes que na aula seguinte eles produzirão a pauta para os podcasts da turma, com o conteúdo a ser discutido por todos (as). Retome a finalidade da proposta de produção, preveja o contexto em que o podcast vai circular e oriente a formação dos grupos heterogêneos, de acordo com o que planejou a esse respeito. 

Contexto de produção do podcast

Para elaborar um podcast, é preciso, primeiramente, avaliar as seguintes questões:

  • Para que tipo de interlocutor será o podcast?
  • Onde vai circular? Definir se haverá a publicação no blog da escola, execução na rádio da escola ou durante o intervalo, envio por aplicativos de mensagens instantâneas etc.
  • Qual o tema? E os subtemas?

Após essa primeira reflexão, converse com a turma sobre os temas que desejam abordar nos podcasts, listando-os na lousa. Sugestões de temas, entre outras: determinado estilo musical, playlist com algum artista ou estilo selecionado, curiosidades sobre certo instrumento, um evento tradicional que envolve música na comunidade etc. 

É possível gravar podcasts com verbetes de curiosidades científicas, com histórias em capítulos, com resultado de pesquisa realizada.

12. Para a aula seguinte, cada grupo deverá pesquisar e levar para a classe materiais sobre o tema escolhido para o podcast. 

Para a execução dessa tarefa, oriente os (as) estudantes a acessarem o podcast que preferirem, a fim de ouvirem e anotarem os possíveis elementos que compõem a pauta que orientou a produção do áudio com a interação entre os (as) apresentadores (as). Nesse exercício, eles (as) tentarão recuperar o possível roteiro que orientou as falas. Para isso, leia com eles (as) o boxe a seguir que traz os itens da pauta. Incentive-os (as) a identificar tais elementos. 

Itens de uma pauta/roteiro de podcast 

A pauta de podcast pode ter um caráter explicativo, orientando para um diálogo em linguagem acessível ao público ouvinte com frases curtas, reiterações, que são o modo utilizado para esclarecer termos difíceis e aproximar-se ainda mais do ouvinte. 

Há menção aos recursos sonoros que serão utilizados, como: tom da voz, possíveis sentimentos que serão expressados, presença de ruídos, trilhas sonoras etc. 

No caso da pauta de um possível podcast em formato de debate, por exemplo, poderão ser previstos a questão controversa, os argumentos de defesa ou de oposição, além de recursos sonoros.

A pauta de conversa sobre o tema pode conter:

  • Abertura, em geral começa com a vinheta.
  • Apresentação dos integrantes.
  • Apresentação do tema.
  • Subtemas específicos com descrições, pequenos resumos com a informação que será dita.
  • Indicações das oscilações no timbre da voz, mantendo a linguagem informal, como uma conversa, tom mais expressivo.
  • Indicações da trilha sonora e do momento que será exibida, decisões sobre como os ruídos serão produzidos, que hora entrarão.
  • Curiosidades sobre o tema.
  • Fechamento com despedida dos (as) interlocutores (as) e vinheta final, ou com indicações musicais.

AULAS  3 E 4
Produção e revisão da pauta do podcast

Conteúdos específicos:
Oralidade.
Contexto de produção do podcast.
Operações de produção de texto (planejamento, textualização e revisão processual).
Curadoria da informação.
Características do podcast.

Recursos didáticos:
Computador e data show (se possível), ou o podcast gravado e os recursos para reproduzi-lo.
Links com podcast selecionado por você, ou sugerido pela turma para consulta durante o processo de produção e revisão.

Gestão dos (as) estudantes:
Estudantes dispostos(as) em suas carteiras individualmente e em grupos heterogêneos do ponto de vista dos conhecimentos sobre a produção escrita.

Habilidades:
(EF67LP23); (EF69LP06); (EF69LP07); (EF69LP08); (EF07LP10). 

Encaminhamento

1. Garanta que esta aula aconteça depois que todos já ouviram alguns podcasts e realizaram a tarefa de pesquisa temática e identificação dos itens da pauta.

2. Nesta aula, explique aos (às) estudantes que eles (as) farão a retomada dos elementos que compõem uma pauta/roteiro para podcast, coletivamente. Na segunda parte da aula e na subsequente, produzirão a pauta para o podcast que divulgará o gosto musical da turma e/ou outros temas que tenham sido escolhidos. 

3. Retome a tarefa exibindo trechos dos podcasts sugeridos/estudados pelos (as) estudantes, de modo a construir uma lista coletiva dos possíveis elementos que compõem a pauta, ampliando o que fizeram na tarefa. Você precisará selecionar um dos podcasts sugeridos para ouvirem e conferirem, coletivamente, os possíveis itens que possam ter feito parte da pauta do podcast que analisaram. 

4. Peça à turma que se organize em grupos para a atividade de produção da pauta. Para orientar o trabalho dos grupos, ofereça um roteiro de planejamento: 

Planejamento da pauta

  • Título do podcast
  • Prazos e combinados para a produção
  • Locutores (as) / apresentadores (as) (dois ou mais)
  • Para quem será o podcast?
  • Onde o podcast circulará? 
  • (definir se há a publicação: no blog da escola, execução para outras turmas etc.)
  • Qual o tema? Subtemas?
  • Que recursos serão utilizados?
  • (celular, gravador, ruídos gravados ou pesquisados antecipadamente, ficha com resumos do conteúdo etc.)
  • Página de abertura do podcast: imagem, resumo do conteúdo, tempo de duração, no caso de postar em internet.
  • Seleção de músicas para as trilhas e conteúdo do programa.

5. Durante a produção, circule pela sala e ajude os (as) estudantes na textualização da pauta, com base no planejamento realizado. Garanta que revisem o texto durante a produção, relendo, ajustando a linguagem, a seleção lexical, a concordância etc. 

6. Recolha as pautas e, em horário e local diverso da aula, leia e faça indicações para a revisão final apontando:
trechos incompreensíveis por suposta falta de informação;
ajustes necessários em relação ao tema escolhido e o conteúdo sugerido na síntese, indicando, se for o caso, ampliação;
ajustes em relação aos conhecimentos linguísticos textuais e gramaticais adequados à variedade e ao registro escolhidos (concordância, pontuação, ortografia que assumem importância especialmente em caso de oralização do texto escrito). 

Deixe recados que possam contribuir para um olhar mais focado no momento da revisão final.

AULAS  5 E 6
Revisão final e gravação do podcast

Conteúdos específicos:
Oralidade
Textualização do podcast
Operações de produção de texto (revisão e textualização oral)

Recursos didáticos:
Celulares e/ou computadores com recurso para gravação de voz e aplicativos de edição de áudio para celulares ou computadores.

Gestão dos (as) estudantes:
Estudantes dispostos(as) em grupos heterogêneos.

Habilidades:
(EF67LP21); (EF69LP06); (EF69LP07); (EF69LP08); (EF07LP10). 

Encaminhamento

1. No início da aula, esclareça aos (às) estudantes que, em grupo, eles (as) farão a revisão e o planejamento da gravação do podcast. Deixe que os grupos leiam suas indicações na pauta e procedam à revisão fazendo os ajustes necessários. Ajude-os nessa tarefa.

2. Ao final da revisão, dê um tempo para que os grupos discutam e se organizem para decidir como vão se preparar para a gravação do podcast que acontecerá em casa, preferencialmente em um local com boas condições acústicas. 

Lembre-os de que deverão gravar os diálogos e/ou a leitura expressiva dos textos que serão utilizados, cuidando para dar um ritmo mais próximo da fala espontânea. No preparo das falas, deverão cuidar do timbre de voz, da variedade da língua e do tipo de registro (mais dialogal e informal; mais formal e informativo).

3. Oriente os grupos a como proceder na gravação, decidindo com eles se usarão o celular, ou um outro aplicativo de gravação e edição, como o Audacity, de uso livre. Oriente para que busquem na internet efeitos sonoros e trilhas musicais, tanto para produzirem a vinheta como para a inserção de trilhas na edição do material gravado. Você poderá orientar os(as) estudantes a:

  • escolher um local com o máximo de silêncio, sem interferência de ruídos;
  • ter a pauta do programa em mãos para guiar-se por ela;
  • ter em mãos a trilha sonora e os trechos de músicas que vão utilizar como conteúdo do podcast (em relação ao gosto musical da turma);
  • realizar alguns ensaios, gravando e regravando para conferir o timbre da voz, a prosódia, o grau de formalidade – de acordo com o contexto definido para o programa –, a clareza do conteúdo etc.
  • falar devagar e em tom alto e claro;
  • ouvir a gravação para verificar se há possíveis erros e gravar novamente se for o caso; na edição, decidir sobre os cortes e exemplos a serem apresentados, inserir as músicas de fundo, os ruídos e outros elementos da sonoplastia, entre outros aspectos que julgarem necessários.
  • É possível que eles (as) precisem de mais de uma gravação, até que considerem que o áudio esteja suficientemente bom. Para estas orientações, se for preciso, busque ajuda de outros profissionais da escola, como o (a) professor (a) de Informática.

4. Na aula marcada, verifique se os grupos gravaram os podcasts com base em suas orientações e na pauta produzida e revisada. Organize-os em roda, criando um momento de exibição, escuta e avaliação dos podcasts produzidos, seguido de comentários do (a) professor (a) e de toda a turma, para eventuais ajustes antes da circulação dos podcasts. Se necessário, marque nova data para terem o material ajustado.

5. Para a publicação dos podcasts, há vários tutoriais orientando como fazer isso. A sugestão é publicar no blog ou em outras redes sociais da escola.  

SUGESTÕES DE FONTES PARA O (A) PROFESSOR (A)

Baixa mais. Efeitos sonoros.
Disponível em:
<https://www.baixamais.net/efeitos-sonoros>

eHow Brasil. Como fazer efeitos sonoros de rádio antigo.
Disponível em:
<http://www.ehow.com.br/efeitos-sonoros-radio-antigos-como_14336/>

Mundo Podcast. Tutorial: como criar um podcast.
Disponível em:
<https://mundopodcast.com.br/podcasteando/tutorial-como-criar-um-podcast/>

NerdCast.
Disponível em:
<https://jovemnerd.com.br/nerdcast/>

Nexo.
Disponível em:
<https://www.nexojornal.com.br/>

Nexo. Um podcast sobre podcasts: a nova era de ouro do rádio.
Disponível em:
<https://www.nexojornal.com.br/podcast/2017/03/31/Um-podcast-sobre-podcasts-a-nova-era-de-ouro-do-r%C3%A1dio>

Podcast Café Brasil. 618 – No toca fitas do meu carro – Scary Pockets.
Disponível em:
<http://www.portalcafebrasil.com.br/podcasts/618-no-toca-fitas-do-meu-carro-scary-pockets/>

Tenho mais discos que amigos. 8 podcasts brasileiros de músicas que você precisa conhecer.
Disponível em:
<http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com/2018/08/20/podcasts-brasileiros-musica/>

Troca o disco.
Disponível em:
<https://trocaodisco.com.br/>

SUGESTÕES PARA VERIFICAR E ACOMPANHAR A APRENDIZAGEM DOS (AS) ESTUDANTES

1. Pautas de observação do (da) professor (a)
Acompanhe a aprendizagem dos (as) estudantes durante toda a sequência, por meio de pautas de observação, de autoavaliação em relação ao trabalho com a produção da pauta e dos podcasts. 

2. Proposta de autoavaliação 
Sugerimos que você produza uma tabela para distribuir aos (às) estudantes com os critérios de avaliação mencionados a seguir.

AFERIÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DOS (AS) ESTUDANTES EM RELAÇÃO ÀS HABILIDADES SELECIONADAS NA SEQUÊNCIA

Com base nas pautas sugeridas, na proposta de autoavaliação e em suas observações sobre as pautas produzidas, durante todo o processo de planejamento e produção do podcast, realize registros que indiquem como foi a participação dos (as) estudantes nos diferentes momentos e como está a autonomia deles em relação à produção escrita e oral ou oralização de textos escritos. Observe se:

  • produzem a pauta de modo coerente, considerando os conhecimentos sobre o gênero estudado e sobre o contexto de produção do programa;
  •  no processo de produção do podcast, atentaram para a entonação e prosódia, para a clareza da voz e informações transmitidas;
  •  oralizam os textos de apoio com prosódia adequada, registro (formal ou informal) de acordo com a situação comunicativa determinada no planejamento;
  •  utilizam procedimento de revisão com autonomia em todos os momentos;
  •  realizam trabalho em grupo com autonomia e respeito aos colegas e diferentes opiniões, contribuindo com ideias e ajudas que se fizeram necessárias;
  •  na gravação do podcast, preocuparam-se com a prosódia, de modo a envolver um público ouvinte;
  •  no processo de edição, fazem uso dos aplicativos de modo colaborativo ajudando uns (umas) aos (às) outras;
  •  utilizam os aplicativos de modo a atingirem o objetivo de gravar e editar o programa.

Referência: Singular e Plural 7ºano 

Nenhum comentário:

Postar um comentário