Contos e fábulas 3ºano - Plano de aula BNCC (fundamental) EF03LP07, EF03LP10, EF03LP12

Título: Resgate oral de narrativas de ficção
Duração: 2 aulas

Introdução
Resgatar as histórias tradicionais do repertório infantil, como as dos contos maravilhosos e das fábulas, é uma possibilidade de iniciar prazerosamente as atividades de mais um ano de escolarização. O resgate das histórias que foram significativas para aos alunos seguido do incentivo à busca de mais textos literários do gênero estimulam a formação do leitor literário. E o estudante que encontra no texto ficcional, oral ou escrito, uma possibilidade de fruição estética, está cultivando para a vida toda um bom hábito capaz de afastá-lo da realidade rotineira e imediata, proporcionando-lhe a vivência de aventuras e emoções de outras épocas, outros espaços, outras culturas e modos de vida.

Objetivos de aprendizagem

Dimensão social e estética do texto literário
(EF35LP13)
Reconhecer o texto literário como expressão de identidades e culturas.
(EF35LP14) Identificar temas permanentes da literatura, em gêneros literários da tradição oral, em versos e prosa.

Apreciação de texto literário
(EF35LP16)
Selecionar livros de bibliotecas e/ou cantinho de leitura da sala de aula para leitura individual, na escola ou em casa e, após a leitura, recomendando os que mais gostou para os colegas.

Relato oral
(EF03LP07)
Relatar experiências e casos ouvidos ou lidos, com sequência coerente (princípio, meio e fim), usando marcadores de tempo e espaço, de causa e efeito, com nível de informatividade, vocabulário e estruturas frasais adequados.

Deduções e inferências de informações
(EF03LP10)
Inferir informações implícitas de fácil identificação, em textos. 

Reflexão sobre o conteúdo temático do texto
(EF03LP12)
Inferir o tema e o assunto, com base na compreensão do texto.

Recursos e materiais necessários:
1.
Imagens que façam referência a personagens e cenários de contos de fada e/ou fábulas.
2. Quadrinhas criadas por você com versos que, em um jogo de esconde/revela, façam referência a uma dessas histórias. Exemplos:

Um menino ficou muito rico,
ganhou mesmo muitos milhões
porque trocou uma vaca leiteira
por um punhado de feijões.
(Referência ao conto: João e o pé de feijão.)

Um leão valente e orgulhoso
teve que admitir
que um ratinho pequeno e humilde
Foi para ele um herói valoroso.
(Referência à fabula: O leão e o ratinho.)

3. Livros da biblioteca escolar ou do cantinho de leitura. Caso nenhuma das possibilidades exista, promover uma campanha para reunir pelos menos 10 exemplares para a formação desse acervo.

Desenvolvimento
Aula 1
Organização da sala: Coletiva
Duração: Uma aula

A proposta aqui apresentada relaciona-se ao reconhecimento da importância da leitura para a comunicação humana. O trabalho sugerido propõe uma ampliação do tema ao apresentar lendas indígenas e, por meio delas, demonstrar como certos textos carregam valores culturais e transmitem mensagens e histórias tradicionais que são verdadeiros presentes.

Atividade 1
Iniciar a aula questionando os alunos sobre quais as histórias que mais gostam de ouvir ou ler; que história ouvida ou lida mais lhes vêm à memória. É importante estimulá-los a falar sobre o tipo de leitura preferida, bem como a indicar livros que já leram e gostaram. Mediar a conversa para que todos tenham oportunidade para falar. Se achar conveniente, montar com eles o quadro de “combinados” com as orientações que devem ser seguidas sempre que uma atividade oral coletiva acontecer.

Atividade 2
1.
Expor as imagens das histórias selecionadas previamente, questionando os alunos sobre:

  • A que história cada imagem faz referência?
  • Quais as personagens principais?
  • O que aconteceu?
  • Quando aconteceu?
  • Onde aconteceu?
  • Como a história terminou?

É importante que os alunos observem que nos contos de fada o início e o final das histórias geralmente são comuns: começam por Era uma vez... e terminam com E foram felizes para sempre.

Chamar a atenção dos alunos também para a indefinição do tempo e do espaço nas narrativas, tanto nos contos de fada quanto nas fábulas.

2. Desafiar os alunos individualmente ou em grupo (dependendo do tamanho de acervo de livros disponível) a buscar outras histórias parecidas.

3. Solicitar que leiam a história do livro escolhido, orientando-os também a fazer a leitura das imagens, pois as ilustrações facilitam muito a compreensão por aqueles que ainda têm muita dificuldade com o texto verbal.

4. Sugere-se a exposição, em um varal montado na sala de aula, de capas de livros cujas ilustrações remetem às histórias desses gêneros.

Aula 2
Duração:
Uma aula
Organização da sala: Coletiva ou em grupos

Atividade 1
Iniciar retomando o que foi visto na aula anterior e fazendo o registro na lousa dos elementos comuns das histórias relembradas: personagens, ações, lugar, tempo, além do início e do final parecidos em todas elas.

Desafiar os alunos individualmente ou em grupo (dependendo do tamanho de acervo de livros disponível) a:

  • Contar oralmente a história lida com bastante expressividade.

Se achar necessário, para garantir maior facilidade na contação, solicitar-lhes que, antes de contar a história, registrem no caderno os dados da história, seguindo a relação dos elementos comuns: personagens, ações, lugar, tempo.

Promover um momento de leitura silenciosa do texto do livro escolhido. Alertar que os alunos podem  fazer também a leitura das imagens, pois as ilustrações facilitam muito a compreensão por aqueles que ainda têm muita dificuldade com o texto verbal.

  • Fazer a leitura em voz alta, com bastante expressividade, de um pequeno trecho da história de que tenha gostado muito. 

Aferição de aprendizagem
Estimular os alunos a fazer uma “propaganda” da história lida, de modo a conquistar outros leitores para a leitura do livro onde ela está registrada.
Essa forma de convidar à leitura pode ser feita por meio da criação de uma quadrinha com versos do jogo de esconde/revela sobre a história (você pode auxiliar os alunos na reescrita em especial quanto às rimas e o ritmo).

Questões para auxiliar na aferição
1. Ler e ouvir contos maravilhosos e fábulas é uma forma de:
a) conhecer a realidade.
b) vivenciar emoções.
c) aprender nomes de lugares.
d) vivenciar culturas diferentes.

2. Os contos maravilhosos e as fábulas são histórias:
a) sem pé nem cabeça.
b) que contam fatos reais.
c) criadas pela imaginação.
d) que não têm sentido.

Gabarito das questões
1. b)
2. c) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário