EF06GE11 - Exercício com gabarito - Unidades de Conservação, Usinas Hidrelétricas

Questão 1
Assinale a alternativa que contenha a destinação correta de uma Unidade de Conservação (UC):

a) Área destinada à proteção e preservação de monumentos históricos.

b) Área destinada à conservação de patrimônio ecológico relevante.

c) Área destinada à conservação de ruas e calçadas históricas.

d) Área destinada à conservação de animais oriundos de outros continentes.

e) Área destinada à conservação da fauna e da flora urbana.

Questão 2
Cite pelo menos duas vantagens e duas desvantagens, do ponto de vista socioambiental, acerca da construção de uma Usina Hidrelétrica.

GABARITO COMENTADO

Questão 1
Habilidade 
(EF06GE11) Analisar distintas interações das sociedades com a natureza, com base na distribuição dos componentes físico-naturais, incluindo as transformações da biodiversidade local e do mundo.
Gabarito:
Alternativa b

Comentários:
Unidades de Conservação são espaços territoriais e seus respectivos recursos ambientais, incluídas também as águas jurisdicionais, com características naturais relevantes, legalmente instituídos pelo Poder Público, com objetivos de conservação e limites definidos. Portanto, referem-se a áreas com patrimônio ecológico relevante, podendo também servir para conservação de modos de vida tradicionais. A preservação de monumentos e cidades históricas fica a cargo do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico Artístico e Nacional).

Questão 2
Habilidade 
(EF06GE11) Analisar distintas interações das sociedades com a natureza, com base na distribuição dos componentes físico-naturais, incluindo as transformações da biodiversidade local e do mundo.

Comentário:
É preciso esclarecer que a energia elétrica oriunda de Usinas Hidrelétricas gera outros impactos socioambientais que, por sua vez, são diferentes dos impactos gerados pelo uso de combustíveis fósseis, por exemplo. A superfície inundada pelo represamento necessário ao funcionamento de UHE é, sem dúvida, o maior impacto, afetando a fauna, a flora e a população ribeirinha que habita as margens e áreas a serem inundadas. Muitas vezes a distância entre a UHE e os centros urbanos pode encarecer o custo da energia produzida e gerar instabilidades nas redes de transmissão. Finalmente, fica-se na dependência da vazão dos rios e no regime pluviométrico da região. As vantagens referem-se à não poluição atmosférica e ao aproveitamento natural do fluxo dos rios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário