Artes 1ºano fundamental - Atividades - Habilidades EF15AR17, EF15AR23 (PDF) Com orientações ao professor

*Sequência para mais de uma aula*

PROPOSTA DE ATIVIDADE EM PDF PARA BAIXAR E SALVAR

PODEMOS FAZER UM DESENHO QUE SE MEXE E FAZ SONS?

VOCÊ JÁ FEZ ALGUM DESENHO? VOCÊ SABE FAZER SONS? E VOCÊ CONSEGUE PERCEBER E CRIAR MOVIMENTOS? MUITOS ARTISTAS USAM DESENHOS, SONS E MOVIMENTOS PARA CRIAR SUAS OBRAS. MAS SERÁ QUE PODEMOS CRIAR UMA OBRA COM OS TRÊS AO MESMO TEMPO? VAMOS DESCOBRIR JUNTOS!

Neste momento, por meio da mobilização dos conhecimentos prévios, os estudantes serão sensibilizados para o reconhecimento das relações processuais entre as linguagens artísticas, neste caso, as artes visuais (desenho) e a música(sons). EF15AR23

TUDO SE MOVIMENTA!

OLHE AO SEU REDOR. AS PLANTAS, AS PESSOAS, OS ANIMAIS E MESMO ALGUNS OBJETOS TÊM ALGO EM COMUM ENTRE ELES: TODOS SE MOVIMENTAM. E ISSO ACONTECE O TEMPO TODO! VEJA A CENA DESTA ILUSTRAÇÃO. 


QUANDO O VENTO BATE NAS FOLHAS, COMO ELAS SE MOVEM?
COMO É O VOO DE UMA BORBOLETA? QUAIS OUTROS MOVIMENTOS VOCÊ IMAGINA QUE ESTÃO ACONTECENDO NA CENA?
AGORA, EXPERIMENTE SE MEXER UM POUCO SENTADO EM SUA CADEIRA, ABRIR E FECHAR A SUA MOCHILA OU O SEU ESTOJO. VOCÊ E OS COLEGAS SE MOVERAM DA MESMA MANEIRA? TALVEZ NÃO, MAS HÁ ALGO COMUM AOS MOVIMENTOS DE TODOS VOCÊS. VOCÊ SABE O QUE É?

TODO MOVIMENTO FAZ SONS!
QUANDO OS SERES OU OS OBJETOS SE MOVIMENTAM, ELES PRODUZEM SONS VARIADOS. VOCÊ OUVIU OS SONS PRODUZIDOS QUANDO SE MEXEU EM SUA CADEIRA, OU QUANDO ABRIU E FECHOU SUA MOCHILA OU ESTOJO? VIVEMOS RODEADOS DE SONS!

Nesta atividade aborda-se as relações entre imagens, sons e movimentos, explorando o desenho, as paisagens sonoras e o desenho de animação. Leia em voz alta os textos acima e oriente os alunos na observação das ilustrações, incentivando-os a estabelecer relações entre o conteúdo e a pergunta: podemos fazer um desenho que se mexe e faz sons?. 
Peça a eles que tentem descrever como os movimentos das folhas das árvores e do vento são representados na ilustração, por exemplo, e comente que a criança e o cachorro também parecem estar se movendo. 
Caso em sua turma existam alunos com mobilidade reduzida, proponha alternativas que sejam possíveis de realizar de acordo com a necessidade de cada um ao trabalhar conteúdos em que há pedidos para que os estudantes se movimentem.
Ressalte que há também os movimentos internos, como os da respiração e as batidas do coração, para os animais em geral, e o crescimento, a renovação das folhas e a frutificação, para as plantas.
Verifique se os alunos levantam a hipótese de que o que há em comum aos movimentos de todos eles é o som que produzem. Em seguida, continue a sensibilização para que eles cheguem à conclusão de que todo movimento faz sons. 

Sugestão de vídeos
Se possível, acesse com os alunos a playlist Planet Earth II soundscapes – 10 hours of relaxing sounds, do canal britânico BBC Earth Unplugged, que apresenta vídeos com gravações de diversas paisagens naturais espalhadas pelo mundo, como desertos, montanhas e ilhas. Nesses vídeos, é possível observar vários movimentos que acontecem nos mais diferentes ambientes. Escolha alguns trechos e apresente para a turma.
Disponível:
 <www.youtube.com/playlist?list=PLtra-MWzIvZGdqzuA59Jp0dZVzpmNZyT0>.

OBSERVE ESTA IMAGEM. QUE SONS VOCÊ IMAGINA QUE EXISTEM NESTA CENA?


E QUAIS SONS VOCÊ OUVE NESTE MOMENTO, NO LOCAL ONDE ESTÁ? VOCÊ SABERIA IMITÁ-LOS?

Todo movimento faz sons!
Explique aos alunos que o andar do cavalo se chama trote e que córrego é um pequeno rio com pouco fluxo de água. Se possível, reproduza em sala de aula o som do trote de um cavalo e da água de um córrego correndo, para que os alunos associem a imagem aos seus respectivos sons. Há exemplos diversos desses sons disponíveis em acervos de áudio na internet. 
Depois, estimule-os a falar sobre outros sons que as coisas e os seres do mundo produzem quando se movimentam. É interessante que os alunos comecem a associar sons e imagens neste momento para entender, mais adiante, como isso se aplica à linguagem audiovisual.
Materialidades - BNCC EF15AR15
Neste momento, os estudantes poderão atentar para a possibilidade de explorar fontes sonoras diversas, como as existentes no próprio corpo, na natureza e em objetos cotidianos. 

Texto complementar
[...] Perceber gestos e movimentos sob a forma de vibrações sonoras é parte de nossa integração com o mundo em que vivemos: ouvimos o barulho do mar, o vento soprando, as folhas balançando no coqueiro... ouvimos o bater de martelos, o ruído de máquinas, o motor de carros ou motos... o canto dos pássaros, o miado dos gatos, o toque do telefone ou do despertador... Ouvimos vozes e falas, poesia e música... Som é tudo que soa! Tudo o que o ouvido percebe sob a forma de movimentos vibratórios. Os
sons que nos cercam são expressões da vida, da energia, do universo em movimento e indicam situações, ambientes, paisagens sonoras: a natureza, os animais, os seres humanos e suas máquinas traduzem, também sonoramente, sua presença, seu “ser e estar”, integrado ao todo orgânico e vivo deste planeta. [...]

BRITO, Teca Alencar de. Música na Educação Infantil: propostas para a formação integral da criança. São Paulo: Peirópolis, 2013. p. 17.

Sugestões de sites
Se possível, acesse com os alunos os seguintes acervos de áudio, para que eles possam exercitar a associação dos sons aos seres e às coisas do mundo. Para isso, pesquise por palavras-chave, como nome de animais, objetos, etc., nos campos de busca dos sites indicados.
• SoundBible.com. Disponível em: <http://soundbible.com>. 
• Biblioteca de Áudio do YouTube. Disponível em: <www.youtube.com/audiolibrary/soundeffects>. 
• Freesound. Disponível em: <https://freesound.org>. 

AGORA, VAMOS FAZER ALGUMAS EXPERIMENTAÇÕES!

AO TERMINAR CADA TRABALHO, COMPARTILHE OS RESULTADOS COM OS COLEGAS E O PROFESSOR. DEPOIS, GUARDE-OS NO PORTFÓLIO.

SAIBA MAIS!
O PORTFÓLIO É UMA PASTA OU CAIXA ONDE VOCÊ DEVE GUARDAR AS SUAS PRODUÇÕES. ELE SERVE PARA AJUDAR A LEMBRAR DO QUE FOI ESTUDADO NAS AULAS DE ARTE!

MATERIAL NECESSÁRIO:
FOLHA DE PAPEL SULFITE
LÁPIS PRETO
LÁPIS DE COR

ATÉ AQUI, VOCÊ VIU O DESENHO DE ALGUMAS CENAS. AGORA, QUE TAL CRIAR UM DESENHO SOBRE O SEU DIA A DIA?

1.  PENSE EM ALGO QUE GOSTE DE FAZER E RESPONDA: ONDE VOCÊ FAZ ESSA ATIVIDADE? QUEM GERALMENTE ESTÁ COM VOCÊ NESSE LUGAR?

2. AGORA, FAÇA O SEU DESENHO NA FOLHA DE PAPEL SULFITE.
LEMBRE-SE DA ATIVIDADE, DAS PESSOAS E DO LUGAR QUE PRECISAM APARECER NELE.

3. MOSTRE O DESENHO PARA UM COLEGA E CONTE QUE LUGAR É ESSE, QUEM ESTÁ COM VOCÊ E O QUE ESTÃO FAZENDO. DEPOIS, OUÇA A EXPLICAÇÃO DO COLEGA SOBRE O DESENHO DELE.

VOCÊ OUVIU A EXPLICAÇÃO QUE SEU COLEGA DEU SOBRE A CENA QUE CRIOU? ENTÃO, VAMOS FAZER OS SONS DESSA CENA!

1. OLHE NOVAMENTE O DESENHO DO COLEGA E IDENTIFIQUE QUAIS SONS VOCÊ PODERIA OUVIR NESSA CENA. SE PRECISAR DE AJUDA, PEÇA AO COLEGA QUE CONTE O QUE ELE OUVE QUANDO ESTÁ NAQUELE LUGAR.

2. ESCOLHA PELO MENOS UM DOS SONS QUE IDENTIFICOU.

3. TENTE REPRODUZIR ESSE SOM USANDO SUA VOZ. VOCÊ TAMBÉM PODE USAR OS SONS DO CORPO PARA ISSO. ESTALOS, PALMAS E BATIDAS DE PÉ SÃO ALGUNS DELES.

4. OUÇA OS SONS QUE O COLEGA VAI PRODUZIR PARA A CENA QUE VOCÊ DESENHOU. ELES FICARAM PARECIDOS COM OS SONS QUE VOCÊ OUVE QUANDO ESTÁ LÁ?

Experimentação
Por meio das atividades propostas aqui, pretende-se propiciar experiências que contribuam para o desenvolvimento de habilidades relacionadas às artes visuais, como desenhar e pintar, e sonoras, como produzir e registrar sons, podendo explorar diferentes tecnologias e recursos digitais nos processos de criação artística. 

Comece a primeira proposta de experimentação pedindo aos alunos que contem algumas atividades que gostam de fazer. Se for oportuno, você pode retomar o período que antecedeu o início das aulas para que contem quais experiências tiveram. Auxilie-os na apresentação para o colega, fazendo perguntas como “O que é...?” ou “Quem é...?”, remetendo diretamente ao desenho do aluno. Outra possibilidade é pedir para todos da turma se sentarem em círculo para que cada um descreva seu desenho para os demais.

Antes de realizar a segunda proposta de experimentação, você pode propor uma atividade de aquecimento, explorando a voz e os sons do corpo. Organize os alunos sentados no chão em uma roda e peça que comecem a fazer um som bem baixinho de zunido (zzzzzzz) com a boca fechada. 

Explique que, quando você levantar a mão direita, eles devem aumentar o volume e, quando você levantar a mão esquerda, eles devem abaixar. 

Retome qual é a mão direita e a esquerda e, então, reveze e repita estes movimentos para que os alunos explorem várias intensidades de som. 

Em seguida, faça uma roda de sons: o primeiro aluno inventa um som com a boca ou uma parte do corpo e os demais devem tentar reproduzir. Depois, o próximo da roda cria outro som e a atividade continua até que todos tenham participado.

Processos de criação
BNCC - EF15AR17, EF15AR23


Ao trabalhar os sons para cada cena, os estudantes poderão experimentar improvisações, composições e sonorização, utilizando vozes e sons corporais de modo coletivo e colaborativo.

Com o desenho de uma cena do dia a dia, pretende-se mobilizar a percepção dos estudantes para as relações processuais entre as diversas linguagens artísticas, especialmente as que constituem a modalidade audiovisual.

Referência: Ápis Arte 1ºano

Nenhum comentário:

Postar um comentário