As Grandes Navegações - Atividade 4ºano - BNCC: EF04HI01, EF04HI07

Título: As Grandes Navegações
Duração: 2 aulas

Introdução
Os eventos conhecidos como Grandes Navegações ocorreram no período da chamada expansão marítima europeia, entre o fim do século XV e início do século XVI. Nessa época, navegadores de Portugal e da Espanha desenvolveram instrumentos de navegação cada vez mais complexos, exploraram novas rotas marítimas e chegaram a lugares até então desconhecidos por eles. Foi nesse contexto que os portugueses chegaram às terras que hoje formam o Brasil.
PLANO DE ATIVIDADE EM PDF PARA BAIXAR E SALVAR

Objetivos de aprendizagem
• Conhecer os instrumentos usados nas navegações.
• Compreender por que os instrumentos de navegação foram criados.

A ação das pessoas e grupos sociais no tempo e no espaço: grandes transformações da história da humanidade (sedentarização, agricultura, escrita, navegações, indústria, entre outras) –(EF04HI01) Reconhecer a história como resultado da ação do ser humano, no tempo e no espaço, com base na identificação de mudanças ocorridas ao longo do tempo.

As rotas terrestres, fluviais e marítimas e seus impactos para a formação de cidades e as transformações do meio natural – (EF04HI07) Identificar e descrever a importância dos caminhos terrestres, fluviais e marítimos para a dinâmica da vida comercial.

Recursos e materiais necessários
• Lousa e giz (ou quadro e caneta);
• Lápis preto n.2;
• Caderno.

Desenvolvimento

Aula 1 – Em busca de novas rotas
Duração:
40 minutos.
Organização dos alunos: em círculo.

Inicie a aula organizando a sala em um grande círculo, de modo que cada um possa olhar para o outro colega e interagir mais livremente. Em seguida, pergunte aos alunos se eles sabem como os portugueses chegaram às terras que hoje são o Brasil. Com base nas respostas, explique que anos antes dessa chegada os portugueses deram o primeiro passo em busca de métodos para encontrar novas rotas marítimas.

Comente que navegar nessa época era algo muito arriscado, pois, além dos perigos conhecidos, como tormentas, tempestades e falta de vento para mover as embarcações, havia o medo do desconhecido. Com o intuito de encontrar novas rotas comerciais, os portugueses aperfeiçoaram as técnicas de navegação, bem como os instrumentos utilizados nas viagens. Suas caravelas (tipo de barcos com velas) eram mais leves e rápidas que outras embarcações mais antigas.

Continue a aula solicitando aos estudantes para fazerem uma breve redação contando como seria se eles fossem viajar por terras e mares desconhecidos, o que esperariam encontrar e de que teriam medo. Incentive-os a usar a imaginação e citar objetos que os auxiliem na navegação. No final, convide cada um a ler sua redação para a classe. 

Aula 2 – Os instrumentos de navegação
Duração:
40 minutos.
Organização dos alunos: em quatro grandes grupos.

Antes de iniciar a aula, pesquise na internet e imprima imagens de bússola, astrolábio, carta náutica e caravela. Acrescente ao lado de cada imagem uma legenda com o nome do instrumento e elabore algumas fichas que expliquem para que cada um deles era usado. Escolha um local da sala visível para todos e fixe as imagens, como se fosse um mural.

Comece a aula retomando a conversa anterior, relembrando quanto era perigoso navegar naquela época. Comente que era preciso muito estudo e cuidado para planejar uma viagem de longa distância, pois os riscos eram muitos. E assim, graças ao desejo de navegar, foram criados ou aperfeiçoados diversos instrumentos de navegação: bússola, astrolábio, mapas náuticos e embarcações rápidas, leves e resistentes (caravelas).

Organize os alunos em grupos, distribua uma ficha para cada grupo e peça aos integrantes que associem o texto da ficha ao instrumento exposto no mural. Informe que eles deverão fazer uma breve apresentação para a classe, dizendo o nome do instrumento, exibindo a imagem e explicando para que ele era usado.

Aproveite o momento para falar com um grupo por vez, esclarecendo os significados dos respectivos intsrumentos: a bússola era um instrumento usado para indicar os pontos cardeais (Norte, Sul, Leste e Oeste), o que auxiliava os navegadores a não desviar de suas rotas; o astrolábio era um instrumento de medir distâncias com base na posição aparente do sol e das estrelas; as cartas náuticas eram representações feitas de uma área de navegação, por vezes mostrando as possíveis rotas já percorridas para se chegar a determinado local; as caravelas, embarcações leves e rápidas, apesar de grandes, usadas para viagens de longos percursos.

Finalize a aula com as apresentações e oriente-os a anotar no caderno o que descobrirem sobre cada um dos instrumentos apresentados.

Aferição de aprendizagem
Para o processo de aferição de aprendizagem desta sequência didática, além de observar o engajamento dos alunos nas atividades propostas nas duas aulas, é importante verificar se foi compreendido e assimilado: o que fez os europeus procurarem por novas rotas marítimas; qual a repercussão que a descoberta dessas novas rotas causou na dinâmica da vida comercial na Europa do século XV; qual foi o resultado e qual a importância dessa descoberta.

Na primeira aula, confira como foi a participação do educando na produção individual do texto e no momento de socializar sua produção. Já na segunda aula, verifique se contribuiu com o grupo e se ele consegue perceber os processos de desenvolvimento tecnológico.

Sugestão de questões para observar o desenvolvimento de algumas habilidades enfocadas na sequência didática

1. Assinale os nomes de instrumentos usados na navegação do século XV.

a) Caravela.

b) Cata-vento.

c) Bússola.

d) Astrolábio.

e) Peteca.

2. Quais eram as principais características das caravelas?

Gabarito das questões

1. 

a) Caravela.

c) Bússola.

d) Astrolábio.

2. As caravelas eram leves e rápidas, usadas para viagens longas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário