EF07GE02 - Atividade de Geografia 7ºano com gabarito - Migrações

Leia o texto a seguir, que aborda um aspecto das migrações no Brasil.

O Censo 2010 revelou que começa a perder força a migração de retorno do Sudeste para o Nordeste. Pesquisa divulgada hoje (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), baseada no Censo 2010, mostra que 9,5 milhões de nordestinos migrantes são maioria (53%) entre os 17,8 milhões de pessoas que residem em região diferente da que nasceram, sendo 66% no Sudeste. De acordo com a pesquisa Nupcialidade, Fecundidade e Migração, o Sudeste também é o principal destino de 66% dos 600 mil estrangeiros que moravam no Brasil no ano do levantamento, seguido da Região Sul. [...]

VIEIRA, Isabela. Migração de retorno do Sudeste para o Nordeste perde força, indica IBGE. Agência Brasil, 17 out. 2012.

Disponível em:
<http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2012-10-17/migracao-de-retorno-do-nordestepara-sudeste-perde-forca-indica-ibge>. 

A característica brasileira que explica a situação exposta no texto é:
a) a concentração da política na região Sudeste.
b) a falta de recursos naturais nas regiões brasileiras.
c) o acúmulo de recursos financeiros na região Sudeste.
d) o aumento da igualdade entre as regiões do país.

Objeto de conhecimento:
Formação territorial do Brasil

Habilidade:
(EF07GE02)
Analisar a influência dos fluxos econômicos e populacionais na formação socioeconômica e territorial do Brasil, compreendendo os conflitos e as tensões históricas e contemporâneas.

Justificativas

a) A política brasileira se concentra na região Centro-Oeste, onde se localiza a capital federal, Brasília. Portanto, essa característica não explica a atração de migrantes para o Sudeste.

b) Em todas as regiões brasileiras há algum tipo de recurso natural. Portanto, esse não é um motivo para a atração de migrantes para o Sudeste.

c) O Sudeste tem um papel importante na economia brasileira, sobretudo a partir do século XIX. No século XX, essa região passou a acumular a maior parte das atividades econômicas do Brasil – a industrialização, em primeiro lugar –, o que atraiu muitos migrantes, que se mudavam para essa região na esperança de melhores condições de vida.

d) A desigualdade entre as regiões brasileiras é alta. Ao passo que o Sudeste e o Sul são regiões com intenso desenvolvimento econômico, o Nordeste, o Norte e o Centro-Oeste sofrem com a falta de recursos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário