Atividade de Arte 3ºano - Relendo imagens (plano de aula)

Leitura de imagens
Duração:
2 aulas

Introdução
Os conceitos de apreciação estética, leitura de obra de arte e fruição são indissociáveis afinal não é possível observar uma imagem desconsiderando, ainda que inconscientemente, um deles. Cada obra conta uma história, de um lugar, de uma pessoa, de um tempo, de um sentimento, de uma sensação. Essa história, para ser depreendida e interpretada, requer que se desenvolvam o olhar e a percepção e, assim, efetive-se a leitura da obra.

Objetivos de aprendizagem
O objetivo desta sequência didática é propor a observação de obras de arte com diferentes técnicas e suportes a fim de que o aluno torne-se capaz de ler, fruir e criar a partir dessa observação e entenda que tais procedimentos (leitura, fruição e criação) são possíveis.

Aula 1 – Decifrando imagens
Duração: uma aula de 40 minutos
Se as imagens forem projetadas, os alunos deverão ficar voltados para a projeção. Se forem impressas, podem ficar sentados em círculo.

Introdução: Imagens são enigmas (15 minutos)
O professor inicia mostrando aos alunos uma imagem projetada ou impressa.
Importante: deve ser selecionada uma “imagem enigmática”, isto é, seu significado não deve ser óbvio, os alunos, portanto, devem decifrá-la.

A leitura da imagem: o professor deve deixar que cada aluno manifeste-se livremente sobre o que vê na imagem, sobre seu significado e só então introduzir elementos do título ou que a compõem. Podem ser propostas as seguintes perguntas para a leitura da imagem observada: “Por que será que o artista pintou dessa maneira? Na opinião de vocês, por que ele pintou assim?”.

O professor deve estimular os alunos a elaborar e expor respostas diversas, sem hierarquia entre o certo e o errado.

Sugerimos a obra cubista Homem com violão, do artista francês Georges Braque (1882-1963).
Em sua leitura, o professor também pode perguntar “Vocês viram um homem e um violão nesta imagem?”. Para expandir a noção de leitura de imagem, o professor deve conversar com a turma sobre o que significa ler. As perguntas a seguir possibilitam diagnosticar o que os alunos sabem sobre o tema (leitura de imagem) e conduzi-los aos conceitos que se quer trabalhar (leitura de imagem, atribuição de significado e identificação de história):

• Quem já observou uma imagem e compreendeu a história contada?

• Vocês já perceberam que uma imagem pode contar uma história?

• Será que é possível ler uma imagem?

• Como podemos fazer a leitura de uma imagem?

Para concluir, retomando a imagem selecionada:
• O que fizemos com xxx (mencionar o nome da obra selecionada ou Homem com violão, se tiver sido a escolha) não foi justamente ler a imagem?

Atividade: Ler imagens e ler o mundo (15 minutos)
O professor deve selecionar quatro ou cinco imagens cujas formas sejam significativamente diferentes, mas que possuam semelhanças no conteúdo.

Importante: o suporte e o gênero dessas imagens devem ser diferentes, por exemplo: propaganda, pintura, fotografia, cartaz, história em quadrinho (HQ ou tirinha, preferencialmente sem palavras).

Referências de obras para apreciação:
Pintura O circo (1891), do pintor francês Georges Seurat.

Cartaz de propaganda de espetáculo do grupo circense francês Cirque du Soleil (Especialmente o do espetáculo Alegria, de 1994).

Fotografia do palhaço brasileiro Piolin (1897-1973).

Frame do filme O palhaço (2011), do ator e diretor brasileiro Selton Mello (Cena em que os palhaços estejam apresentando um número no picadeiro).

HQ Suriá, a garota do circo, da cartunista brasileira Laerte.

frame – cada uma das imagens fixas (cenas) ou quadros de uma obra audiovisual, como um filme.

Importante: as imagens selecionadas serão lidas nesta aula e na seguinte ((Re)lendo imagens), bem como serão retomadas no encerramento desta sequência, em Questões para auxiliar na aferição, por isso é necessário guardá-las após esta aula.

O professor orienta os alunos a formar grupos com cinco ou seis integrantes e explica:

Cada grupo fará a leitura de uma imagem; deverá descrevê-la, analisá-la e interpretá-la.
Na leitura, devem ser percebidos e identificados as cores, as formas, o tema e o tipo de imagem:
Como a imagem foi feita? Ela foi fotografada? Foi pintada? Foi desenhada?
Os integrantes deverão desenvolver uma discussão sobre a sua imagem, observando, conversando e concluindo.
Um representante de cada grupo mostrará a imagem ao restante da sala e comentará as conclusões da leitura realizada por seu grupo.

O professor deverá mostrar como as características determinam a história contada na imagem.
Durante a apresentação da leitura das imagens, é possível introduzir noções de elementos visuais:

Figura e fundo, primeiro plano e profundidade

I. Quando olhamos a imagem, o que vemos primeiro?

II. O que está na frente? O que está atrás?

III. O que chama mais a atenção?

Dessa forma será identificado o que está em primeiro plano e o que é figura.

Planos e profundidade

IV. O que está atrás do elemento que vimos primeiro, depois dele?

V. O que mais chama nossa atenção?

VI. O que está no fundo?

Cores, linhas, pontos, formas, texturas, volume, tons (claros e escuros)

Para dar continuidade à leitura, o professor deve verificar quais elementos visuais compõem a imagem que cada grupo leu.

VII. Quais cores podemos ver? E os tons, são claros ou são escuros?

VIII. Como são as linhas? Quais conseguimos identificar, as retas, as curvas ou ambas?

IX. Podemos ver pontos?

X. As formas são definidas, assim que as observamos compreendemos o que representam? Ou são indefinidas? Ou será que são geométricas?

XI. Conseguimos perceber texturas, isto é, como a tinta está distribuída na superfície? As áreas pintadas parecem lisas ou rugosas, macias ou ásperas, onduladas.

XII. Conseguimos ter impressão do espaço que um objeto, uma planta, um animal ou uma pessoa ocupa na cena, isto é, seu volume foi representado? Como foi construída esta representação de volume, com pontos e linhas e com cores e com luz e sombras?

Além da identificação desses elementos, quando possível, a identificação da técnica e dos materiais e suportes contribuem para leitura da imagem, para compreensão de sua materialidade. Por exemplo:

Técnica – pintura, fotografia

Materiais – tinta, grafite

Suporte: tela ou papel

Encerramento (10 minutos)
O professor deve encaminhar uma conversa a respeito do que há de comum entre as imagens lidas.
Importante: o objetivo da comparação é identificar o mesmo tema tratado de modos distintos em cada obra, e não estabelecer qual é melhor.

Após a comparação, o professor deve propor aos alunos que exponham suas impressões sobre as imagens:

• Gostam das imagens ou não? Por quê?

• O que sentem quando olham para elas? Quais sensações elas causam?

• Se estivessem criando aquelas imagens, como fariam para contar aquela história?

Sugestão
Pode ser solicitado registro escrito das respostas dadas a essas questões. A atividade poderá ser feita em casa e trazida na próxima aula.

Aula 2 – (Re)lendo imagens
Duração: uma aula de 40 minutos
Organização dos alunos: em suas carteiras para a produção de um desenho

Introdução: Relembrando (5 minutos)
Além de relembrar o que foi desenvolvido na aula anterior (Decifrando imagens), esta atividade permite avaliar o que foi apreendido pela leitura das imagens e iniciar um processo de criação com base nelas.

Novamente o professor expõe as imagens aos alunos e propõe que falem um pouco sobre elas, retomando suas impressões a respeito delas e como a executariam se fossem seus criadores.

Atividade: Releituras ou criações (25 minutos)
A proposta é envolver os alunos num processo de criação e produção com base na fruição decorrente das imagens da aula anterior, aproveitando aquilo de que gostaram nelas. Não se trata de executar uma cópia da imagem selecionada, mas, sim, de empregá-la como inspiração, ponto de partida para estimular a criação.

A partir do que cada aluno expuser sobre como executaria sua imagem, o professor propõe a criação e produção de um desenho. Inicialmente deve esclarecer aos alunos que:

serão exploradas as imagens lidas na aula anterior.

cada um deverá escolher uma imagem.

na criação, individual, poderá ser utilizado o tema da imagem escolhida ou algum elemento visual de sua composição:

• o mesmo tema da imagem escolhida para criar uma imagem: por exemplo, um retrato ou uma paisagem.

• elementos visuais à maneira do artista, por exemplo, as cores, as formas geométricas ou abstratas.

Sugestão
Podem-se disponibilizar jornais e revistas, para recorte e colagem, e ser composta uma imagem híbrida, com desenho e figuras coladas.

Material necessário: jornais e revistas, tesoura sem pontas e cola em bastão.

Encerramento (10 minutos)
O professor deve solicitar aos alunos que se organizem em círculo para ler as imagens criadas pela turma; uns lerão a imagem criada por outro. Nesta etapa é importante que os alunos observem os aspectos de composição da imagem – sua forma e seu conteúdo –, sem considerar, por exemplo, se é feia ou bonita, sem julgamento.

Sugestão
Para evitar constrangimentos, o professor pode ir passando de carteira em carteira e ir trocando, aleatoriamente, os desenhos, de forma que nenhum aluno fique com o que criou. Em seguida, deve selecionar alguns alunos para ler, em voz alta, a imagem do desenho que “ficou” com um colega.

Aferição de aprendizagem
A aferição de aprendizagem verificará a participação dos alunos nas conversas e leituras de imagens (aula 1 – Decifrando imagens), na exposição da forma como executariam as imagens, na reflexão sobre como elaborar o desenho e na leitura das imagens dos colegas (aula 2 – (Re)lendo imagens) e naquilo que foi apreendido sobre leitura de imagem.

Questões para auxiliar na aferição

1. Observe novamente as imagens utilizadas na aula 1 – Decifrando imagens e comente se você concorda ou discorda da seguinte afirmação: A maneira de criar uma obra de arte visual influencia a história que ela conta. Justifique.

O professor deve apresentar aos alunos as mesmas imagens lidas na aula 1 – Decifrando imagens.

2. De qual das imagens, entre as que viu na aula 1 e as que foram produzidas na aula 2, você mais gostou? Leve em consideração a leitura que fez das imagens para responder.

Gabarito das questões

1. Espera-se que os estudantes tenham percebido que a maneira de criar imagens influencia na leitura que se faz dela, ou seja, na história que ela conta.

2. Respostas pessoais. Espera-se que os estudantes mencionem aspectos que foram trazidos durante a leitura das obras.

Um comentário: