Discurso direto - Exercício 9ºano com gabarito (EF89LP05)

 

Leia este fragmento de uma história para responder à questão a seguir.

O Rei comia batatas fritas e esperava tranquilo.
O homem suspirou e, quase à meia-voz, perguntou:
— Excelentíssima Excelência, queria saber o que é a “saudade”.
— Saudade? Sau... da... de... ééééé... a sau... Não sei!
Todos os súditos da corte ficaram boquiabertos! Pela primeira vez na sua longa vida, o Rei tinha ficado sem palavras.

HOCHMAN, Claudio. Saudade: um conto para sete dias.
Disponível em: <www.companhiadasletras.com.br/trechos/40723.pdf>.

Nesse trecho, há a predominância do discurso direto. Esse recurso é usado para a representação das falas do(s):

a) personagens, permitindo ao leitor interpretá-las por meio do auxílio do narrador.

b) personagens, possibilitando ao leitor conhecê-las sem a intervenção do narrador.

c) narrador, que reproduz o discurso das personagens sem o uso de verbos de elocução.

d) narrador, que se vale da pontuação expressiva para indicar a emoção das personagens.

GABARITO COMENTADO

Prática de linguagem:
Leitura

Objeto(s) de conhecimento:
Efeitos de sentido

Habilidade:
(EF89LP05) Analisar o efeito de sentido produzido pelo uso, em textos, de recurso a formas de apropriação textual (paráfrases, citações, discurso direto, indireto ou indireto livre).

Grade de correção

a
O aluno analisa que o discurso direto é usado para representar a fala dos personagens. Todavia, o efeito de sentido desse recurso não é a interpretação a partir do auxílio do narrador, mas a aproximação entre o leitor e as falas dos personagens. O narrador pode contribuir para a interpretação do leitor, no entanto, esse efeito não é gerado pelo discurso direto, mas, sim, por um conjunto de elementos que fazem parte da construção da narrativa, como as escolhas lexicais e o foco.

b
O aluno analisa que o efeito provocado pelo uso do discurso direto é possibilitar uma aproximação entre o leitor e o discurso das personagens, sem a intervenção do narrador. (CORRETA)

c
O discurso direto não é usado para a representação da voz do narrador, mas, sim, dos personagens. Além de se confundir, o aluno não observa que o trecho possui o verbo de elocução “perguntou”, o qual antecede a fala do homem.

d
O aluno observa a presença de pontuação expressiva, todavia não atenta para o fato de que o discurso direto traduz a voz dos personagens, não a do narrador.

Orientações sobre como interpretar as respostas e reorientar o planejamento com base nos resultados

Retome as diferenças entre discurso direto, indireto e indireto livre. Selecione exemplos desses discursos e leve-os para a sala de aula. Distribua-os e solicite aos alunos que os identifiquem. Em seguida, motive-os a analisar os efeitos de sentido desses discursos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário