O colonialismo na África - Exercício com gabarito 9ºano (EF09HI14)


Leia o texto abaixo:

Entretanto, a mais potente força de oposição ao colonialismo na África era formada pelos próprios africanos que começavam a se organizar melhor, a formular mais claramente suas exigências e, em definitivo, a se armar melhor para a luta. No transcorrer deste período, a resistência africana obedece a muitas tradições: a tradição guerreira, a tradição da jihad, a tradição da revolta cristã, a tradição da mobilização não violenta e a tradição da guerrilha.

MAZRUI, A. Procurai primeiramente o reino do político… In: MAZRUI, A.; WONDJI, C. (Org.). História geral da África: África desde 1925. Brasília: Unesco, 2010, p. 134.
Disponível em: <http://unesdoc.unesco.org/images/0019/001902/190256POR.pdf>. 

O século XX foi marcado pela crise do colonialismo na África, que culminou na independência de diferentes países naquele continente. Identifique uma das razões que levaram aos processos de independência descritos no excerto lido.

GABARITO COMENTADO

Objeto(s) de conhecimento:
O colonialismo na África
As guerras mundiais, a crise do colonialismo e o advento dos nacionalismos africanos e asiáticos

Habilidade:
(EF09HI14) Caracterizar e discutir as dinâmicas do colonialismo no continente africano e asiático e as lógicas de resistência das populações locais diante das questões internacionais.

Observações:
Abordar o papel das populações locais africanas em conflitos como a Segunda Guerra e a Guerra Fria.

Grade de correção


O aluno identifica que o trecho aponta que os povos africanos passaram a se organizar e se armar melhor nas lutas anticoloniais, gerando a maior força de oposição ao colonialismo.


X
O aluno não identifica a agência dos povos africanos. O aluno não responde ao comando do enunciado ou não se atém à explicação elaborada.

Orientações sobre como interpretar as respostas e reorientar o planejamento com base nos resultados
A questão aborda a crise do colonialismo no continente africano e os diversos tipos de resistência ao domínio colonial. Caso a turma apresente rendimento insuficiente na questão, releia o trecho com os alunos, buscando auxiliar em sua interpretação. Relembre aos alunos, por meio da leitura conjunta e compartilhada do material didático, que os movimentos locais foram essenciais para a configuração e consolidação dos processos de emancipação.

Relembre o contexto em que ocorreram esses eventos, relacionando-o tanto à Segunda Guerra Mundial como à Guerra Fria. Procure escutar, nesse momento, a opinião dos alunos, especialmente em relação à configuração dos processos de resistência africanos e buscando mediar e ponderar as discussões entre a turma. Desse modo, os alunos poderão compreender melho, aspectos dos processos de independência política no continente africano. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário