Variação linguística - Colocação pronominal - Exercício 9ºano (EF69LP55) Português de Portugal

 


Leia o trecho de uma reportagem de um site português.

Agora há muito mais mulheres nos táxis. Nesta profissão não há nada que afaste as mulheres, mas ao princípio tive “colegas” a passar por mim no carro e a mandar-me para casa coser meias. Houve quase um boicote. E se calhar ainda hoje para os motoristas mais antigos uma mulher nesta função não é muito bem-vista.

Disponível em: 

Considerando a colocação pronominal, o trecho, caso fosse escrito em um site brasileiro, apresentaria alguma diferença? Qual?

a) Sim. A diferença seria “Agora existem mais mulheres nos táxis”.

b) Não. A sentença está completamente de acordo com o português brasileiro no que diz respeito à colocação pronominal.

c) Sim. A diferença seria “[...] a passar por mim no carro e me mandar para casa coser meias”.

d) Sim. A diferença seria “... tive colegas passando por mim no carro e mandando-me para casa para costurar meias”.

GABARITO COMENTADO

Prática de linguagem:
Análise linguística/semiótica

Objeto(s) de conhecimento: 
Variação linguística

Habilidade:
(EF69LP55) Reconhecer as variedades da língua falada, o conceito de norma-padrão e o de preconceito linguístico.

Grade de correção
a
O aluno não reconhece a diferença de uso entre o português do Brasil e o português de Portugal, não identificando o trecho em que se usa a colocação pronominal e fazendo um ajuste desnecessário, alterando o verbo utilizado na oração.

b
O aluno não reconhece a diferença de uso entre o português do Brasil e o português de Portugal, julgando que não é necessário fazer nenhum tipo de intervenção.

c
O aluno reconhece a diferença de uso entre o português do Brasil e o português de Portugal no que diz respeito à colocação pronominal. No português do Brasil, usa-se mais a próclise.
d
O aluno não reconhece o trecho em que se usa a colocação pronominal, assinalando uma alternativa que efetivamente apresenta trechos em que há diferenças entre usos do português do Brasil e o de Portugal em geral. Não haveria problema se houvesse uma alternativa em que se perguntasse sobre as diferenças em geral, mas como não há, seria necessário escolher a opção que ajusta a colocação pronominal que é
solicitada no comando.

Orientações sobre como interpretar as respostas e reorientar o planejamento com base nos resultados
Retome com os alunos as regras de colocação pronominal no português do Brasil e relembre o contraste com o português de Portugal. Utilize manchetes de jornais e revistas portuguesas em que haja colocação pronominal e solicite ajustes segundo o uso no Brasil.
Reafirme a necessidade de escrever corretamente, segundo a norma culta da Língua Portuguesa, em determinadas situações, ainda que o entendimento não seja comprometido.
Isso é importante para que os alunos percebam que nem tudo o que é compreensível está de acordo com a norma-padrão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário