Avaliação diagnóstica de História 8ºano com gabarito e habilidades


AVALIAÇÃO PRONTA EM PDF PARA BAIXAR E SALVAR

GABARITO COMENTADO

1. Alternativa C
A questão estimula o aluno a compreender os diversos sistemas coloniais que foram formados a partir dos processos de conquista e expansão, nos séculos XV e XVI. Ao optar pela alternativa A, o aluno provavelmente não entendeu que a questão exclui a escravidão como forma de trabalho na colônia. Ao assinalar a alternativa B, provavelmente ele não considerou o trabalho escravo existente nas colônias espanholas, ainda que em menor escala que na colônia portuguesa. Ao optar pela alterativa D, ele não reconheceu as formas de resistência negra e indígena à escravidão durante o período colonial. A alternativa E pode indicar que o aluno não entendeu que o processo de colonização se deu de forma violenta. 

2. Alternativa A
A questão tem como objetivo avaliar a compreensão do aluno com relação ao funcionamento do Império Inca. Ao assinalar a alternativa B ou E, o aluno provavelmente não soube relacionar a estratificação social com a ausência de mobilidade social. A escolha pela alternativa C indica que, provavelmente, ele confundiu o Império Inca com outra formação social estudada. Ao assinalar a alternativa D, não considerou a cidade de Cuzco como centro do grande Império Inca. 

3. Alternativa B
A questão avalia a posição da Igreja Católica sobre a escravização indígena durante o processo de colonização. Ao optar pela alternativa A, o aluno provavelmente não compreendeu que maioria da Igreja era favorável à escravidão. A escolha pela alterativa C pode indicar que o aluno não compreendeu que os setores contrários à escravidão eram minoritários. Ao assinalar a alternativa D, o aluno provavelmente não compreendeu o papel da Igreja dentro da lógica de funcionamento dos Estados absolutistas monárquicos. Ao escolher a alternativa E, o aluno desconsiderou alguns setores da Igreja que foram contrários à escravização indígena. 

4. Alternativa E

A questão trata das diferentes atividades que colaboraram para o processo de ocupação territorial portuguesa. Ao optar pela alternativa A, o aluno provavelmente identificou que a primeira estratégia de ocupação territorial foi a única. Ao assinalar a alternativa B, o aluno pode não ter entendido a importância das expedições não oficiais para a ocupação do território. Ao escolher a alternativa C, ele pode não ter entendido que os engenhos funcionaram principalmente no Nordeste brasileiro. A escolha pela alternativa D pode indicar que o aluno ainda possui uma visão distorcida, e errônea, dos bandeirantes como heróis nacionais. 

5. Alternativa B
A questão trata da organização social das populações indígenas da América. A escolha pela alternativa A pode indicar que o aluno não reconhece a diversidade das sociedades ameríndias. A alternativa C sugere que o aluno só considerou as etnias da América portuguesa. A alternativa D indica a reprodução de uma visão etnocêntrica. A escolha pela alternativa E desconsidera a existência de grandes Impérios na América pré-colombiana. 

6. Alternativa C

A questão aborda a escravidão negra como parte do sistema mercantil colonial. Ao optar pela alternativa A ou E, é provável que o aluno não tenha compreendido a violência do processo de colonização e os conflitos entre indígenas, jesuítas e colonizadores. A alternativa B pode indicar que o aluno não compreendeu as dificuldades da travessia atlântica. Caso o aluno tenha assinalado a opção D, ele não compreendeu o papel das formas de resistência negra desde o início da escravidão. 

7. Alternativa D
A questão aborda a escravidão moderna, que é diferente da escravidão antiga. Caso o aluno tenha optado pela alternativa A, ele não compreendeu que a escravidão indígena fazia parte do funcionamento do sistema colonial. Caso o aluno tenha assinalado a alternativa B, ele não reconheceu a resistência indígena e negra à escravidão. A opção pela alternativa C pode significar que o aluno confundiu a introdução da mão de obra escrava africana com o fim da utilização da escravidão indígena. Ao assinalar a alternativa E, o aluno pode não ter compreendido que a mão de obra escrava negra foi predominante durante o período colonial. 

8.
A questão busca avaliar se o aluno tem conhecimento de como o sistema escravista funcionou e se desenvolveu ao longo do processo colonial. É esperado que ele defina os “escravos de ganho” como aqueles que realizavam pequenas atividades comerciais nos centros urbanos, autorizados pelos seus senhores, podendo guardar parte dos lucros para si. 

9.
A questão busca avaliar se o aluno compreende a importância e funções do xamãs nas sociedades indígenas. O xamã era uma pessoa com profundo conhecimento da natureza, das plantas medicinais e da memória dos antepassados. Era o curandeiro, dava conselhos e comandava os rituais e as celebrações. Seu poder, de acordo com as crenças indígenas, era espiritual, porém não exercia nenhum poder político. 

10.
A questão avalia a capacidade do aluno de compreender a desigualdade entre negros e brancos como uma consequência histórica da escravidão colonial. É esperado que ela perceba como, ao longo da história, a população negra recebeu menos oportunidades, e que isso se deu como consequência do racismo. O fato de o negro ter sido escravizado e tratado, ao longo dos séculos, de forma absolutamente desumana, fez com que esse grupo fosse, historicamente, considerado de maneira inferior. Por muito tempo, a escravidão foi justificada moralmente, biologicamente e economicamente. A escravidão sistemática e contínua resultou em um forte preconceito racial, no qual a cor da pele se tornou um estigma. Ao mesmo tempo, o fim da escravidão não representou nenhuma possibilidade real de transformação. Os negros permaneceram como um grupo marginalizado, sem oportunidades de trabalho, moradia ou sustento. Assim, o legado da escravidão e segregação racial permanece até hoje, resultando na contínua opressão de uma parte imensa da sociedade brasileira. 

HABILIDADES

1.
(EF07HI13)
Caracterizar a ação dos europeus e suas lógicas mercantis visando ao domínio do mundo atlântico.

2.
(EF07HI03)
Identificar aspectos e processos específicos das sociedades africanas e americanas antes da chegada dos europeus, com destaque para as formas de organização social e o desenvolvimento de saberes e técnicas.

(EF07HI14) Descrever as dinâmicas comerciais das sociedades americanas e africanas e analisar suas interações com outras sociedades do Ocidente e do Oriente.

3.
(EF07HI10)
Analisar, com base em documentos históricos, diferentes interpretações sobre as dinâmicas das sociedades americanas no período colonial.

4.
(EF07HI11)
Analisar a formação histórico-geográfica do território da América portuguesa por meio de mapas históricos.

5.
(EF07HI03)
Identificar aspectos e processos específicos das sociedades africanas e americanas antes da chegada dos europeus, com destaque para as formas de organização social e o desenvolvimento de saberes e técnicas.

(EF07HI14) Descrever as dinâmicas comerciais das sociedades americanas e africanas e analisar suas interações com outras sociedades do Ocidente e do Oriente.

6.
(EF07HI16)
Analisar os mecanismos e as dinâmicas de comércio de escravizados em suas diferentes fases, identificando os agentes responsáveis pelo tráfico e as regiões e zonas africanas de procedência dos escravizados.

(EF07HI15) Discutir o conceito de escravidão moderna e suas distinções em relação ao escravismo antigo e à servidão medieval.

(EF07HI13) Caracterizar a ação dos europeus e suas lógicas mercantis visando ao domínio do mundo atlântico.

7.
(EF07HI15)
Discutir o conceito de escravidão moderna e suas distinções em relação ao escravismo antigo e à servidão medieval.

8.
(EF07HI15)
Discutir o conceito de escravidão moderna e suas distinções em relação ao escravismo antigo e à servidão medieval.

9.
(EF07HI03)
Identificar aspectos e processos específicos das sociedades africanas e americanas antes da chegada dos europeus, com destaque para as formas de organização social e o desenvolvimento de saberes e técnicas.

10.
(EF07HI12)
Identificar a distribuição territorial da população brasileira em diferentes épocas, considerando a diversidade étnico-racial e étnico-cultural (indígena, africana, europeia e asiática).

(EF07HI15) Discutir o conceito de escravidão moderna e suas distinções.


Nenhum comentário:

Postar um comentário