EF08HI05 - Exercício com gabarito - Rebeliões na América portuguesa

(EF08HI05) Explicar os movimentos e as rebeliões da América portuguesa, articulando as temáticas locais e suas interfaces com processos ocorridos na Europa e nas Américas.

1. Durante o período colonial, a Guerra dos Mascates (1710-1711) eclodiu na capitania de Pernambuco, envolvendo as cidades de Olinda e Recife. Assinale a alternativa que explica os motivos dessa revolta.

(a) Refere-se ao surgimento de um sentimento nativista brasileiro, em oposição à metrópole e aos colonizadores portugueses.

(b) Refere-se ao risco de abolição da escravidão que havia surgido com o fim da União Ibérica.

(c) Refere-se à necessidade de expulsão dos holandeses de Pernambuco e à retomada do crescimento econômico.

(d) Refere-se à oposição entre comerciantes portugueses do Recife e a aristocracia rural de Olinda.

(e) Refere-se aos chamados “mascates”, comerciantes ambulantes que ocupavam as ruas do Recife e se revoltaram com sua situação social.

Alternativa D

A questão explora o tema das rebeliões na América portuguesa, solicitando ao aluno que identifique as especificidades de cada revolta. A Guerra dos Mascates foi provocada pelos conflitos entre os aristocratas de Olinda, a maioria endividados com os comerciantes portugueses do Recife, que, por sua vez, pretendiam ampliar sua autonomia política, visto que o povoado ainda estava subordinado ao núcleo urbano de Olinda. A alternativa A está incorreta, pois não se tratava de um sentimento de identidade “nacional”, mas da aristocracia. A alternativa B refere-se a um evento passado, afinal, os conflitos com os holandeses haviam terminado em 1654. As alternativas C e E não se referem a nenhum acontecimento histórico, portanto, se forem indicadas pelos alunos, sugere-se uma retomada sistemática dos conteúdos trabalhados. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário