Identidade - Estereótipo - Exercício 7ºano com gabarito (EF07GE01)

Leia o texto a seguir.

"O primeiro brasileiro consciente de si foi, talvez, o mameluco, esse brasilíndio mestiço na carne e no espírito, que não podendo identificar-se com os que foram seus ancestrais americanos ‒ que ele desprezava ‒, nem com os europeus ‒ que o desprezavam ‒, e sendo objeto de mofa dos reinóis e dos lusonativos, via-se condenado à pretensão de ser o que não era nem existia: o brasileiro."

RIBEIRO, Darcy. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. p. 128.

a) Identifique a compreensão do autor sobre o processo de identidade do brasileiro de acordo com o trecho destacado.

b) Identifique, a partir de seu modo de vida, seus hábitos, gostos e ideias, o que você compreende sobre traços essenciais da identidade do "ser-brasileiro".

c) Compare sua compreensão do "ser-brasileiro" com a dos colegas da turma e, a partir de argumentos conceituais e relacionados à sua própria experiência, dialoguem sobre os possíveis traços essenciais de tal identidade.

Habilidade
(EF07GE01)
Avaliar, por meio de exemplos extraídos dos meios de comunicação, ideias e estereótipos acerca das paisagens e da formação territorial do Brasil.

Respostas para o Professor

Espera-se que esta questão possa gerar uma discussão acerca das possibilidades de compreensão dos traços essenciais que definem o "ser-brasileiro", podendo ocasionalmente aparecer estereótipos e preconceitos, sendo que você deve estar atento para desfazer tais estereótipos com argumentos claros e levar os estudantes a refletirem sobre os próprios estereótipos e preconceitos que carregam. Estimule-os a pensar quais relações e laços os ligam a outros tantos habitantes que moram distante, em outros estados e regiões, orientando um processo de autoconhecimento a partir do questionamento da identidade nacional. Quanto ao trecho destacado, considere trabalhar com dicionários para elaboração de glossário com as palavras desconhecidas ou pouco compreendidas, enfatizando a noção de mameluco como mestiço de branco com índio ou branco com caboclo. Darcy Ribeiro argumenta e compreende que o processo de formação do povo brasileiro passou por esses estranhamentos quanto às identidades, no questionamento sobre não se sentir mais português, índio ou africano e, por isso, criando um povo novo, ainda em gestação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário